12/09/2020 às 19h49min - Atualizada em 12/09/2020 às 19h49min

Novo confronto em Barra do Garças entre policiais e suspeitos; um acusado morre e outro fica ferido

Após o roubo na casa de uma escrivã em Água Boa, a polícia descobriu que os suspeitos estariam em Barra do Garças e houve confronto na noite de sábado

Araguaia Notícia
Os suspeitos chegnado ao Pronto Socorro; um chegou morto e outro está ferido gravemente
Está em andamento em Barra do Garças uma operação especial da Polícia Civil de Barra do Garças em apoio a delegacia de Água Boa com a participação do Grupo de Operações Especiais (GOE) que resultou em confronto entre policiais e suspeitos no bairro Ouro Fino.

Dois suspeitos foram baleados e um deles morreu a caminho do Pronto Socorro. E o que entrou no hospital está sendo acompanhado pelos médicos, mas está muito mal pelo que apurou o site Araguaia Notícia. Nesse confronto nenhum policial se machucou.

O delegado regional Wiliney Borges Santana adiantou ao site Araguaia Notícia que está operação sendo realizada pela delegacia de Água Boa em busca de prender os elementos que comentaram um assalto à casa de uma escrivã da Polícia Civil naquela cidade na quinta-feira.

Os suspeitos fugiram e estariam em Barra do Garças. Durante uma diligencia em busca dos acusados houve o confronto por volta das 19 horas. A polícia ainda não tem a identificação dos suspeitos mesmo porque a situação acabou de acontecer.

Mais detalhes em instante aqui no site Araguaia Notícia.  Na quinta-feira teve outro confronto entre policiais e suspeitos desta feita com uma equipe da Força Tática na zona rural do distrito de Vale dos Sonhos, cerca de 60 km de Barra do Garças, quando os policiais tentaram abordar os suspeitos que estavam numa moto Yamaha XT 660c.

Nesse momento houve o confronto e os suspeitos Diego Oliveira, de 33 anos, e Maxsuel Pires de 31 anos, foram baleados. Eles chegaram a ser socorridos até o Pronto Socorro onde tiveram o óbito confirmado pelo médico plantonista.

Eles estavam armados e teriam reagido, explica a Força Tática. Segundo a Polícia Civil que recebeu a ocorrência, Diego tem um processo de homicídio de Rio Claro-SP e Maxsuel uma passagem por violência doméstica. Cada um estava armado com um revólver que aparecerem na foto enviada pela assessoria da PM-BG.


 
Notícias Relacionadas »
Comentários »