11/09/2020 às 21h29min - Atualizada em 11/09/2020 às 21h29min

Após comprarem duas fazendas em Barra do Garças, grupo ostenta com show de Bruno e Marrone

A Polícia Federal apura lavagem de dinheiro do tráfico com aquisição de imóveis, veículos, barcos e aviões em Mato Grosso

Khayo Ribeiro / Gazeta Digital
ARAGUAIA NOTÍCIA
Um vídeo divulgado pela Polícia Federal mostra registros da vida de ostentação do grupo preso na Operação Status, na sexta-feira (11) que comprou duas fazendas em Barra do Garças no leste de Mato Grosso. Na gravação, é possivel ver carros de luxo, propriedades caras e até mesmo um show com a dupla Bruno & Marrone são flagrados como símbolos da vida glamourosa vivida pelos alvos da ação policial.

Conforme noticiado pelo portal Gazeta Digital, a Operação Status deflagrada visa desmontar uma rede criminosa internacional envolvida com lavagem de dinheiro e tráfico de drogas. No Brasil e no Paraguai, a ação conjunta sequestrou cerca de R$ 230 milhões em patrimônios das lideranças criminosas.

No vídeo, é possível ver concessionárias de veículos de luxo e até mesmo uma corrida que teria os suspeitos como participantes da organização. Um dos estabelecimentos comerciais flagrados na gravação é o Classe A Motors, localizado na Avenida Fernando Corrêa da Costa, em Cuiabá, o qual é de propriedade do empresário Tairone Conde Costa, preso na ação.

Além da concessionária, aparece no vídeo também um show da dupla sertaneja Bruno & Marrone, na pousada Paraíso do Manso, em Chapada dos Guimarães. Conforme apurado pela reportagem, a investigação aponta que o empresário também seria dono da pousada, que estaria em nome de 'laranjas'.

Ainda segundo a Polícia Federal, em Mato Grosso cinco imóveis e duas fazendas foram sequestrados totalizando 38,9 milhões apreendidos. As propriedades estão localizadas em Cuiabá, Chapada dos Guimarães e Barra do Garças.

Há também imóveis no estado de Mato Grosso do Sul. Em todo Brasil, foram sequestrados cerca de R$ 62 milhões em patrimônios.

A operação foi batizada de “Status” em alusão à ostentação de alto padrão de vida mantida pelos líderes da organização criminosa, com participações em eventos de arrancadas com veículos esportivos de alto valor, contratação de artistas famosos para eventos pessoais e residências de luxo.




 
Notícias Relacionadas »
Comentários »