30/08/2020 às 17h31min - Atualizada em 30/08/2020 às 17h31min

Sargento morre de Covid após médico se recusar a interná-lo em hospital regional

O médico não quis receber o paciente alegando que não foi ele quem deu a senha para o militar

Agora MT
ARAGUAIA NOTÍCIA
Sargento Juarez morreu na sexta-feira dia 28/8


A equipe plantonista do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), registrou um Boletim de Ocorrência contra o Hospital Regional de Rondonópolis, sobre a falta de atendimento a um paciente com Covid-19, que veio a óbito na noite de sexta-feira (28/8). 

Segundo informações, a equipe médica do SAMU foi solicitada para fazer a remoção do paciente, Juarez Conceição de Matos de 46 anos, que estava em um leito de UTI na Unidade de Pronto Atendimento para uma UTI do Hospital Regional.

Porém, ao chegar no Hospital, a equipe foi recebida por um médico afirmando que não iria receber o paciente, pois a senha liberada pela Regulação Regional não havia sido dada por ele.

Ainda segundo os médicos do SAMU, o paciente apresentava muitas dificuldades para respirar e precisava urgente ser encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva. A espera para que a situação fosse resolvida passou de 45 minutos. O acesso a UTI só foi autorizado após acionar a Polícia Militar.

No Boletim de Ocorrência, ainda existe a informação, que a coordenadora médica do Samu, Luciana Horta, também foi acionada para intervir na situação, mas foi ‘convidada’ a se retirar da sala.

Existe a informação que Luciana Horta viu os médicos do Regional tentando entubar o paciente. E afirma também que tinha dois leitos de UTIs desocupados.

Após toda essa confusão, o paciente teve uma parada cardiorrespiratória e veio a óbito. Juarez Conceição de Matos de 46 anos era sargento da Polícia Militar e estava lotado na 7ª Companhia Independente de PM em Jaciara.

Nas redes sociais, amigos e familiares lamentaram a morte do militar. As informações constam no Boletim de Ocorrência Nº 2020.203623.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.4%
5.2%
18.2%
75.2%