22/11/2013 às 16h18min - Atualizada em 22/11/2013 às 16h18min

Bandidos matam mais um inocente pelo simples prazer de matar; 4 assassinatos em menos de 12 horas

Agencia da Noticia com 24 Horas News
Agência da Notícia

Mais um dia sangrento apenas nas duas maiores cidades de Mato Grosso. Quatro pessoas foram mortas violentamente em crimes de homicídio. Tudo aconteceu em menos de 12 horas. Uma das vítimas foi morta brutalmente por bandidos durante um assalto. Só em Cuiabá foram registrados três assassinatos. Em Várzea Grande (Grande Cuiabá), aconteceu mais um crime. No bairro Planalto (Zona Lesta da Capital), próximo ao balneário conhecido como Ponte de Ferro, um homem foi morto em confronto com policiais militares, após roubar um veículo Fiesta branco.

O segundo assassinato aconteceu no bairro Osmar Cabral (Zona Sul da Capital), a vítima foi identificada como Silas Nunes da Silva, de 40 anos. Para a Polícia, foi uma execução, pois Silas foi morto com quatro tiros, um deles na cabeça.

Nas investigações de local e crime feitas pela Polícia Militar e por policiais da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), o acusado foi identificado como Edson Souza, de 27 anos. Ele foi preso em uma ação muito rápida de policiais militares, pois o assassino já se preparava para fugir em um veículo Vectra de cor verde.

Além da prisão do acusado, a Polícia Militar ainda materializou o crime, pois na abordagem os policiais militares apreenderam um revólver - a mesma arma usada pelo assassino -, entregue aos policiais da DHPP.

O assassino alegou que matou. Ou seja, confessou a autoria do homicídio, a vítima havia arrombado e furtado a casa dele. Souza foi autuado em flagrante em crime de homicídio pelo delegado Valfrido Nascimento, na DHPP.

Ainda na Capital, a Polícia registrou o terceiro homicídio que aconteceu no bairro Areão (Zona Leste da Capital). Um adolescente de 17 anos foi executado por um homem conhecido apenas como Orlando, que fugiu do local logo após matar a vítima com um tiro na nuca.

O crime, segundo a Polícia Militar, aconteceu quando o garoto jogava futebol em um campo do bairro Areão. A Polícia ainda desconhece os motivos do crime, mas não descarta um “acerto de contas” ou uma “queima de arquivo”.

E os crimes de latrocínios não param de acontecer neste ano de 2103. Possivelmente o ano mais violento em se tratando de morte de pessoas honestas e inocentes nas mãos de bandido que matam pelo simples prazer de matar apenas para roubar, e muitas vezes fogem sem roubar nada.

Passavam das 23h30 da noite desta quinta-feira, 21, quando dois bandidos de aparências jovens, tentaram invadir para roubar a casa de Aluízio Ribeiro, de 59 anos. Mesmo sem reagir a vítima foi morta a tiros pelas costas.

Foi mais um latrocínio: roubo seguido de morte este ano, um dos mais violentos dos últimos em se tratando de morte de pessoas honestas e inocentes assassinadas fria e covardemente por bandidos.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.5%
1.4%