11/08/2020 às 09h11min - Atualizada em 11/08/2020 às 09h11min

Suspeito de agredir segurança e ameaçar prefeito de Cuiabá tenta fugir da prisão e é contido com balas de borracha; ele já foi solto

Ele tentou resistir à revista quando entrou na cadeia e alegou que tinha nível superior. Depois correu para o portão da cadeia e então os policiais penais atiraram na perna dele.

G1 MT
ARAGUAIA NOTÍCIA
O jovem que foi preso suspeito de agredir um segurança da Prefeitura de Cuiabá e ameaçar o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) tentou fugir da Cadeia Pública de Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, nesse domingo (9). Ele foi preso no sábado (8).

De acordo com a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp-MT), o homem tentou resistir à revista quando entrou na cadeia. Ele alegou que tinha nível superior, mas os agentes o informaram que todos os detidos devem ser revistados.

Ao ser avisado sobre os procedimentos de triagem médica por causa das medidas de prevenção ao coronavírus (Covid-19), na manhã de domingo, ele desobedeceu a ordem dos policiais penais e tentou fugir correndo em direção ao portão de acesso.

Como não conseguiu, ele correu em direção aos servidores para agredi-los e não atendeu às ordens de parada. Os agentes então dispararam três tiros de balas de borracha na perna dele para contê-lo.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e os policiais penais o acompanharam até o Pronto Socorro.

No entanto, o suspeito saiu da unidade neste domingo, em cumprimento de alvará expedido pela Justiça. Ele não teve que pagar fiança e nem vai usar tornozeleira.

Agressão e ameaça

O rapaz agrediu o segurança lotado na Regional Leste da Prefeitura de Cuiabá, que fica no bairro Jardim das Américas, e quebrou a porta com um machado.

Ele seguia para a casa do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), quando foi preso pela Polícia Militar.

O segurança agredido, de 42 anos, prestou queixa e foi submetido a exame de corpo de delito.

Em nota, o prefeito diz repudiar atos de violência e que contrariem a liberdade de expressão e divergências políticas.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.3%
5.3%
18.3%
75.1%