06/08/2020 às 16h54min - Atualizada em 06/08/2020 às 16h54min

Mãe mantém filha de 15 anos trancada em Barra do Garças para não se envolver com boca de fumo

Mãe e filha entraram em vias de fato porque a jovem quer sair de casa e a mãe não deixa devido as más amizades que adolescente está se envolvendo

Araguaia Notícia


Imagine o que desespero de uma mãe diante da rebeldia de uma filha adolescente de 15 anos. Na cidade de Barra do Garças, no leste de Mato Grosso, uma mãe de 36 anos, tomou uma decisão radical devido ao fato que a filha está se envolvendo com boca de fumo e para proteger a filha, a mãe decidiu trancá-la dentro de casa.

Na quarta-feira, a filha tentou enfrentar mãe. E as duas foram para vias de fato ficando ambas com escoriações. Esse fato chegou ao conhecimento da Polícia Militar através da equipe de abordagem social do CREAS da prefeitura de Barra do Garças que esteve na casa da adolescente na manhã de quinta-feira.

A garota aproveitou a presença das assistentes sociais para reclamar de maus tratos e até mesmo cárcere privado.
Uma viatura da PM que passava pelo setor Novo Horizonte foi solicitada para acompanhar a abordagem. Mãe e filha foram conduzidas até a central de atendimento para registro de ocorrência.

A mãe admitiu que aplicou um corretivo na filha mesmo porque ela veio pra cima dela. A genitora diz que a filha é muito rebelde desde criança e ultimamente está se envolvendo com pessoas ligadas à boca de fumo. A mãe ponderou que já foi buscar a filha em boca de fumo e que decidiu trancá-la em casa para justamente para evitar que a filha comece a usar drogas.

Sobre as agressões, a mãe explicou que a filha foi pra cima dela e ela teve que se defender causando arranhões em ambas.

É duro ver uma situação como esta acontecendo em nossa cidade. A mãe, guardando as devidas proporções sem excessos claro, não está errada de lutar pela filha mesmo porque a adolescente tem 15 anos.

Certamente quando essa ocorrência chegar ao conhecimento de alguma autoridade, ninguém ficará contra a postura da mãe de proteger. Esperamos que adolescente reflita sobre ocorrido. “Quem gosta da gente de fato é a nossa família. Amigo que te chama para beber, usar droga ou fazer sexo não é amigo e sim inimigo”.

A mãe disse que vai buscar apoio das autoridades para internar a filha se for necessário, mas de que não vai desistir dela jamais.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.4%
5.2%
18.1%
75.3%