03/08/2020 às 18h41min - Atualizada em 03/08/2020 às 18h41min

Vídeo mostra momento em que policial civil quebra braço de mulher

É possível ouvir momento que o osso do braço quebra; Polícia Civil diz que acompanha o caso

Midia News
ARAGUAIA NOTÍCIA
Um vídeo ao qual MidiaNews teve acesso mostra o momento em que o policial civil Wusguesley Cavalcante Pereira quebra o braço da massoterapeuta Dediane da Silva Coelho, de 34 anos, durante uma briga generalizada na loja de conveniência do Posto Bom Clima, na saída para Chapada dos Guimarães, em Cuiabá.

O episódio ocorreu no dia 26, às 19h. A mulher teve fraturas no ombro e cotovelo e precisou passar por cirurgia. Um boletim de ocorrência foi registrado por agressão pela amiga da vítima.

Pelas imagens é possível ver o momento em que o investigador e um homem tentam separar uma briga que ocorre entre Dediane e outra mulher.

No entanto, Wusguesley agarra a vitima de mal jeito, dá um golpe conhecido como "chave de braço", onde pega o braço direito dela e torce para trás.

No vídeo, é possível ouvir o momento em que o braço da mulher é quebrado e ela começa a gritar "Você quebrou meu braço".

Dediane já recebeu alta médica, mas, segundo amigos mais próximos, está abalada psicologicamente.

A reportagem procurou a assessoria de imprensa da Polícia Civil, que informou que a Corregedoria já tomou conhecimento sobre o episódio evolvendo o investigador e está "adotando as providências legais cabíveis para apuração dos fatos".


Entenda

Em entrevista ao MidiaNews, Dediane contou que estava no local comendo e bebendo com uma amiga - identificada como Rosângela Rodrigues - quando duas mulheres também chegaram e se sentaram em uma mesa ao lado.

De acordo com ela, uma das garotas começou a assediá-la. Por isso, ela decidiu ir embora.

“Quando estava saindo, a menina veio na minha direção como se fosse uma tarada, tentou me beijar à força. Me senti constrangida e a empurrei”, contou.

Após isso, a outra garota que estava na mesa com a que tinha a assediado passou a agredi-la. E Dediane disse ter revidado. Nesse momento, conforme relato da massoterapeuta, o policial interveio.

“Esse policial torceu meu braço para trás, como se eu fosse uma bandida. E o outro que estava com ele me deu uma porrada na cabeça. Então, caí e machuquei meu braço”.

A massaterapeuta disse que sentiu na hora quando o braço foi quebrado e entrou em desespero.

A mulher foi socorrida pela amiga e levada para o Hospital Sotrauma, onde passou por cirurgia e descobriu que teve fratura no ombro e no cotovelo.
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.4%
5.3%
18.0%
75.3%