30/07/2020 às 16h33min - Atualizada em 30/07/2020 às 16h33min

Gefron apreende mais de 1 tonelada de drogas nas fronteiras de Mato Grosso

Mais de cinco toneladas de drogas foram tiradas de circulação neste ano, diz o tenente coronel Fábio Ricas

Agora MT
ARAGUAIA NOTÍCIA
Mais de uma tonelada de entorpecentes vindo da Bolívia foram apreendidas pelo Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) em sete dias durante a operação Hórus Vigia, nas regiões de fronteiras de Mato Grosso.

Conforme o tenente coronel Fábio Ricas de Araújo, mais de cinco toneladas de drogas foram tiradas de circulação somente neste ano. Somente no último sábado (25), foram apreendidos mais de 58 quilos de drogas no sábado.
A ação aconteceu durante patrulhamento na MT-265, zona rural no município de Porto Esperidião (a 328 km ao Oeste de Cuiabá). A carga tinha o valor de pouco mais de R$ 1 milhão.

Por volta das 09h, os policiais abordaram o veículo e, ao realizar a busca, encontraram 56 tabletes de droga. Aos policiais, o condutor confirmou que receberia R$ 6 mil pelo transporte da carga e que era a segunda viagem que fazia. A primeira, na sexta-feira (24), foi com destino ao município de Mirassol D"Oeste.
Em outra operação, em Vila Bela Santíssima Trindade foram localizados mais de 658 quilos de entorpecentes, cujo valor ultrapassa os R$ 7 milhões.

Na ocasião, os operadores de fronteira faziam o patrulhamento em uma região rural do município, na MT-199, quando avistaram várias motocicletas transitando próximo a uma região de mata e transportando grandes sacos semelhantes aos utilizados para armazenamento de entorpecentes.

O tenente coronel ressaltou ainda que o sucesso nas apreensões de drogas e dos criminosos se deve a confiança da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP) com o Gefron, além da coragem dos policiais que atuam em regiões de fronteira.

"Esse grande volume de drogas apreendidos reflete todo o apoio que a Segurança Pública deposita na unidade, além dos esforços dos operadores de fronteira que não tem medido forças para proteger a população de bem na região", analisou.
Notícias Relacionadas »
Comentários »