29/07/2020 às 14h13min - Atualizada em 29/07/2020 às 14h13min

Barra do Garças sai do risco muito alto sobre a Covid e apenas 3 cidades permanecem nesta categoria em MT

Dos 141 municípios de Mato Grosso: continuam com risco muito alto Sorriso, Sinop e Vera

Araguaia Notícia + Diário de Cuiabá


Barra do Garças está controlando os números e graças a Deus diminuindo o número de mortos e internações prova disso que a cidade deixou a lista de risco muito alto do estado. Apenas três dos 141 municípios de Mato Grosso estão na categoria que mais preocupa sobre a transmissão da Covid-19. É o que mostra dados sobre a classificação de riscos divulgados pelo governo de Mato Grosso e aqui divulgada pelo site Araguaia Notícia. Saíram desta lista Barra do Garças, Cuiabá, Várzea Grande e e 26 cidades que desceram um degrau na lista de risco.

A atualização do panorama sobre a situação epidemiológica da doença foi divulgada na última segunda-feira (27), pela Secretaria de Estado de Saúde (Ses-MT). O documento que apenas Sorriso, Sinop e Vera apresentam risco “muito alto” para o novo coronavírus, que causa da Covid-19. Pela tabela de classificação a taxa de crescimento de contaminação (TCC) em Sorriso é de 23,44%, em Sinop de 37,91% e em Vera de 40,28%. Essas três cidades já apresentavam a mesma taxa na tabela anterior (24), que trazia um total de nove municípios.      

Já na capital, esse percentual é de 4,35% e, na cidade vizinha de Várzea Grande, de 4,59%. Ainda de acordo com o boletim, os demais municípios que estão na classificação de “alto” risco são Lucas do Rio Verde, Rondonópolis, Cáceres, Primavera do Leste, Peixoto de Azevedo, Barra do Garças, Mirassol D’Oeste, Campo Novo do Parecis, Jaciara, Sapezal, Querência, Nova Mutum, Poconé,  Nova Xavantina, Nova Olímpia, Nova Canaã do Norte, Barra do Bugres, Colniza, Tourixoréu, Guiratinga, Santa Terezinha, Jangada, Brasnorte, Castanheira, Carlinda e Araguainha.   

De acordo com a Ses-MT, a definição dos riscos é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades. Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana. Na semana passada, por exemplo, o governo de Estado publicou novo decreto restringido ainda mais as medidas que devem ser adotadas pelos municípios, com base na classificação de risco para prevenir a disseminação da Covid-19.

O decreto foi publicado na edição extra do Diário Oficial de 24 junho. Com isso, houve a liberação de funcionamento de novas atividades comerciais em Cuiabá e Várzea Grande, que estavam impedidas de abrir as portas por conta de uma determinação judicial em atendimento ao Ministério Público de Mato Grosso (MP-MT). No grau alto, o governo coloca como nova medida restritiva a proibição de festas e confraternizações familiares, “ainda que realizadas em âmbito domiciliar, com intensa e especial fiscalização pelos agentes fiscais, inclusive com apoio policial”.      

Mas, fica retirado do grau alto a proibição de funcionamento de shoppings centers, bares e restaurantes. Nesta classificação, os serviços não-essenciais da iniciativa privada poderão funcionar com no máximo 70% da capacidade, “possibilitada a comercialização por meio virtual de serviços e produtos, mediante entrega por delivery, quando for o caso”.          

Até hoje pela manhã, o Estado contabilizava 45.155 casos confirmados da Covid-19 e 1.644 óbitos. Do total, 17.306 infectados estavam em monitoramento e 26.185 recuperados. Também havia 304 internações em UTIs e 337 em enfermarias públicas, o que representa uma taxa de ocupação de 91,24% e de 41,25%, respectivamente. Dentre os municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (9.940), Várzea Grande (3.466), Rondonópolis (2.949), Lucas do Rio Verde (2.560), Tangará da Serra (1.899), Sorriso (1.775), Primavera do Leste (1.652) e Sinop (1.627).    
Notícias Relacionadas »
Comentários »