18/07/2020 às 10h35min - Atualizada em 18/07/2020 às 10h35min

Barreiras sanitárias podem provocar caos no trânsito de Barra do Garças

Araguaia Notícia


A cidade de Barra do Garças está desde a zero de sábado (18/7) em quarentena obrigatória imposta pela Justiça com o fechamento do comércio não essencial. Porém a medida considerada mais complicada e que pode causar um transtorno imenso no trânsito local é a implantação de barreiras sanitárias na entrada e saída do município.

Essa observação se deve ao fato que Barra é cortada por duas das rodovias federais mais movimentadas de Mato Grosso: Br 070 e Br 158 que fazem escoamento da produção de grãos de todo o estado.

A prefeitura começou o serviço de barreira próximo a ponte do Rio Garças parando os veículos para verificar as condições dos viajantes nesta manhã e já causou filas imensas e queixas diversas. O secretário da Defesa Civil, Paulo Henrique, informou que a prefeitura e nem mesmo a polícia tem efetivo suficiente para fazer barreiras fixas. “Nós estamos com dificuldades de implantar as barreiras mesmo porque passam veículos demais por aqui”, frisou.



O inspetor da PRF, Cristiano, disse a mesma coisa ao site Araguaia Notícia. “Nós não fomos notificados oficialmente para trabalhar nesta barreira e vamos enfrentar a dificuldade de efetivo”, frisou. O patrulheiro explicou que Barra do Garças tem um fluxo diário de 3 mil veículos sendo no mínimo mil carretas que passam por aqui saindo de Mato Grosso com destino aos grandes centros.

Cristiano ressaltou também o risco que existe para os profissionais da saúde e da segurança pública que são empregados nesta barreira risco eminente de contaminação. Segundo o chefe da PRF de Barra do Garças tentaram implantar barreiras fixas em rodovias e não deram devido ao fluxo de veículos. “Esse trabalho pode ser feito esporadicamente por meia hora e mesmo assim trata consequência de engarrafamento aqui porque nossas pistas são estreitas e o fluxo de veículo é imenso”, completou.
 
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »