17/07/2020 às 08h15min - Atualizada em 17/07/2020 às 08h15min

CDL emite nota e lamenta fechamento do comércio não essencial de Barra do Garças

Assessoria
ARAGUAIA NOTÍCIA


O presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Barra do Garças, Pontal do Araguaia e Aragarças, Leonardo Carvalho da Mota, divulgou nota em nome da CDL lamentando a decisão da justiça de fechar o comércio não essencial da cidade.

A CDL/BGAPA segue os princípios de ser uma entidade sem filiação partidária, política e ideológica, e cumprindo suas finalidades vem de público afirmar que JAMAIS se manifestou a favor do fechamento do comércio como tem sido equivocadamente divulgado em redes sociais sem amparo de qualquer prova ou evidência concreta, pelo contrário, sempre houve a tentativa de dialogar e tentar viabilizar e apresentar soluções alternativas e de menor impacto através de contato com todos os poderes e esferas públicas, bem como da abertura e manutenção de canais de comunicação com seus associados, comerciantes e população em geral.

Todavia, na noite do dia 16/07/2020 houve julgamento liminar da Ação Civil Pública nº 1016977- 66.2020.8.11.0002, que determinou a aplicação das medidas do art. 5, inciso IV do Decreto nº 522/2020 à partir das 0h do dia 18/07/2020, pelos municípios de Barra do Garças e Pontal da Araguaia, e diante de tal fato é salutar explicar a presente situação. Por força desta ordem judicial, restou determinado ao nosso município a quarenta obrigatória (confinamento obrigatório de pessoas em suas habitações, restringindo o trânsito e circulação, com exceção daqueles que busquem acesso ou que trabalhem nos chamados serviços essenciais).

Tão logo tivemos ciência da mesma, imediatamente foi dada ampla divulgação para toda a comunidade de seus termos (a primeira cópia da decisão que foi compartilhada e disponibilizada por este subscritor nos grupos oficiais da CDL e do comércio), e em seguida nos prontificamos a realizar uma transmissão ao vivo online pelo canal oficial do Instagram @cdl_cdbgapa visando prestar esclarecimentos e dirimir as possíveis dúvidas acerca das consequências da decisão judicial.

Ademais, justamente por estarmos aguardando o desenrolar dos fatos que tardamos em emitir a presente carta aberta. Insta salientar que a CDL BGAPA não olvidou esforços para tentar evitar ao máximo que a situação chegasse a este extremo, entretanto a decisão judicial e os termos do Decreto Estadual são realidades que produzem seus efeitos sobre todo o comércio e sociedade.

Não pretendemos aqui fazer qualquer tipo de juízo de valor sobre o acerto ou não das decisões que foram tomadas no passado e que culminaram na presente situação que ora nos aflige, até porque o momento é de união e nos solidarizamos com todo o comércio de nossa região, que vai ser diretamente afetado e impactado pelos termos da citada decisão.

Ademais, aproveitamos o ensejo para valorizar o esforço de todos aqueles que batalharam até o último momento para tentar manter a atividade comercial em funcionamento, o que inclui a gestão municipal. Em breve estaremos divulgando novas informações e orientações para juntos superarmos este momento de quarentena coletiva, reforçando nosso compromisso de buscar o fortalecimento do comércio local.
Notícias Relacionadas »
Comentários »