14/07/2020 às 14h59min - Atualizada em 14/07/2020 às 14h59min

Palestino pioneiro é a terceira vítima do Covid em Aragarças

Ghaleb Fahd era proprietário da Loja Oriente que foi inaugurada em 1955 no município goiano. Ele estava internado há dez dias no MedBarra e faleceu na tarde de terça-feira

Araguaia Notícia


O empresário e pioneiro do ramo de confecção Ghaleb Fahd Ibrahim Sheikh Ali, de 72 anos, é o primeiro palestino da região vítima do Covid e o terceiro óbito registrado no município de Aragarças-GO onde era proprietário da Loja Oriente na Praça do Peixe. Ele faleceu na tarde desta terça-feira dia 14/7.

Ghaleb estava internado há dez dias no MedBarra e estava com previsão de alta para quarta-feira dia 15/7, porém ele passou mal na noite de segunda-feira e foi para UTI e vindo a falecer na tarde de terça-feira deixando não só a cidade de Aragarças de tudo luto mas como também toda a família palestina que tem mais de 80 famílias na região de Barra do Garças.

Ghaleb é irmão do empresário Munir Fahd de Barra do Garças e pai do Hamilt que é gerente na Loja Mil Coisas; da Aima, da Loja Mini-Preço e do Jalal que trabalhava com a Faisa e hoje é representante comercial e tem as irmãs que moram fora do Brasil.



A loja Oriente foi aberta em 1955 na cidade de Aragarças pelo saudoso pai do Ghaleb, Ibrahim Fahed. Cinco anos antes, Ibraihm, tinha inaugurado primeiro a loja Casa Real na rua Mato Grosso onde hoje é a loja Novo Lar do Leandro em 1950. O prefeito de Aragarças, José Elias Fernandes, emitiu nota de pesar pela morte do empresário.

“Foi com grande pesar que recebemos a notícia do falecimento do empresário Ghaleb Fahd. Um homem íntegro que chegou a Aragarças aos 16 anos, natural da Palestina no Oriente Médio.

Neste momento doloroso, externamos nossos sentimentos, em nome de todos os aragarcenses, e nos solidarizamos com a família. Rogando a DEUS que no aconchego de seus braços receba este ente querido, e que no calor de seu imenso coração conforte a todos por esta grande perda. São os votos de pesar do prefeito José Elias e da primeira-dama Mara Nei
Notícias Relacionadas »
Comentários »