10/07/2020 às 15h59min - Atualizada em 10/07/2020 às 15h59min

Indígenas se aglomeram na porta de banco em Campinápolis aumentando risco de contaminação do Covid

A comunidade indígena está sendo a mais afetada com o novo coronavírus no Vale do Araguaia

Araguaia Notícia


Normalmente dia 10 é o dia de pagamento dos indígenas aposentados ou aqueles que prestam serviços aos órgãos públicos e na manhã de sexta-feira (10/7) uma cena chamou atenção pelo risco de contaminação entre eles e terceiros.

Os índios xavantes foram flagrados praticamente aglomerados em frente a agencia do Banco do Brasil na cidade de Campinápolis a 200 km de Barra do Garças-MT. A informação é que os funcionários da agencia tentam orientá-los, mas pelas fotos de forma em vão.

A situação se torna mais arriscada diante de uma pandemia onde já vitimou mais de 28 índios xavantes e 130 estão infectados na região do Vale do Araguaia.  Entre os índios xavante de Campinápolis já forma confirmados 36 casos 30 por teste rápido e 06 pelo laboratório Lacen. Assintomáticos são seis índios, 24 estão em isolamento. Dois estão internados e daquele município já faleceram quatro indígenas. Seis já foram descartados e 40 descartados.



Os índios, a maioria, está de mascara e alegam que precisam aproveitar a mesma viagem para ir ao banco fazer compras e retornar para aldeias só que o risco está aí eminente de mais contaminação.

A cidade que presta suporte a Campinápolis é Barra do Garças para onde são encaminhados os casos mais graves de falta de ar. Os hospitais de Barra do Garças também estão lotados.





Notícias Relacionadas »
Comentários »