07/07/2020 às 21h18min - Atualizada em 07/07/2020 às 21h18min

Morre pioneiro de General Carneiro com suspeita de Covid

Antônio Ramos leite era conhecido como Tutico. Ele foi vereador, locutor, fiscal de tributos e delegado em General Carneiro. E residia em Barra do Garças

Antônio Borges Netão / Notícia dos Municípios
ARAGUAIA NOTÍCIA


Morreu na noite de segunda-feira (06.07) com suspeita de ter contraído o Covid-19, um dos cidadãos mais ilustres e pioneiro da cidade de General Carneiro,  Antônio Ramos Leite, popularmente conhecido como Tutico, aos 89 anos.

Segundo informações repassadas por sua filha Raira Leite, Tutico havia sido internado no Hospital MedBarra, em Barra do Garças na segunda-feira passada (29.06) após ser diagnosticado com lesões no pulmão e com bastante secreção, sua situação agravou pelo fato da vítima ser idoso, diabético, hipertenso e cardíaco. O resultado final dos exames para Covid-19 deverá ser apresentado nos próximos dias.

Tutico além de pioneiro e figura carismática ocupou o posto de delegado de polícia na década de 70 nomeado pelo Governo do Estado, foi eleito vereador e presidente da Câmara e se aposentou há aproximadamente 20 anos como Agente fazendeiro da Secretaria de Estado da Fazenda.

Em General Carneiro Tutico também foi locutor oficial do serviço de alto falante implantado há época no salão do histórico General Bar, de propriedade do saudoso tio Bila, no antigo centro da cidade na Rua Padre Bruno Mariano, esquina com Santa Catarina.

Era do salão de festas do General Bar que a população local ouvia as noticia de Mato Grosso, pediam musicas, mandava recados e marcavam encontros através da voz inconfundível de Tutico, que inclusive promovia entretenimento com a comunidade.



“naquela época eu era criança, lembro que era muito legal ouvir o som vindo daqueles potentes alto falantes instalado há mais de 10 metros altura ecoarem sobre nossa pacata cidade de General Carneiro na inconfundível voz do seu Tutico, os fins de tarde eram alegres e agradáveis, as pessoas colocavam as cadeiras nas portas da rua apenas para ouvi-lo”. Lembrou Gabriel Oliveira Neto, filho e neto de pioneiros.

Já o jornalista Antônio Borges Neto, o Netão que também viveu aqueles bons momentos de infância relembrou a abertura da programação de Tutico que dizia “vai mais uma vez para o ar, o serviço de alto falante de General Bar”. Disse Netão, que também destacou o bom período de influência dos garimpos de diamantes e festas da região.

Antônio Ramos Leite era Cuiabano, ele nasceu em 14/06/1931 e havia chegado a General Carneiro no final da década de 50, há mais de 40 anos havia se mudado para Barra do Garças.

Seu primeiro casamento foi com a Sra. Antônia Ramos , conhecida por Dona Mocinha (já falecida), com ela ele foi pai de quatro filhos; Hugo Uris, Adelaide e Zuleika


O casal falecido e a filha Raila Leite


Há aproximadamente 30 anos Antônio Ramos Leite era casado com a senhora Maria Francisca Figueiredo de Oliveira, com quem tinha uma filha, Raira Leite (28 anos), na semana passada sua esposa Maria Francisca também faleceu vitima de um infarto fulminante, aos 69 anos. 

Atualmente residiam na Rua Joana Cristino Cortes em Barra do Garças, paralelo ao matrimonio ele foi pai de outra filha; Andreia Leite.
Notícias Relacionadas »
Comentários »