01/07/2020 às 15h47min - Atualizada em 01/07/2020 às 15h47min

Conselheiro afastado Waldir Teis foi preso pela Polícia Federal

Thalyta Amaral e Pablo Rodrigo / Gazeta Digital
ARAGUAIA NOTÍCIA


A ordem de prisão preventiva para o conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Waldir Teis veio do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Raul Araújo, que é relator da Operação Ararath. Teis foi preso durante seu depoimento na sede da Polícia Federal, em Cuiabá, na manhã desta quarta-feira (1º).
 
O pedido tem como base a tentativa de obstruir a justiça durante o cumprimento de mandados de busca e apreensão em 17 de junho. A ação de Teis foi filmada e fotografada. Ele desceu correndo 16 andares pela escada do prédio para rasgar e jogar fora folhas de cheque que indicam a autoria de crimes contra a ordem pública.


 
OS canhotos dos cheques somam mais de R$ 450 mil, o que para o ministro Raul Araújo apontam indícios de materialidade e autoria dos crimes investigados. Waldir Teis só não foi preso em 17 de junho por ter imunidade como conselheiro, o que restringe a possibilidade de prisões quando se trata de crimes com fiança.
 
Teis é investigado por corrupção passiva e ativa e lavagem de dinheiro. Sua prisão, segundo o ministro Raul Araújo, tem como objetivo a garantia da ordem pública, já que ele tentou anteriormente obstruir as investigações, e também pelo perigo gerado pelo investigado contra a elucidação dos fatos.
Notícias Relacionadas »
Comentários »