01/07/2020 às 15h10min - Atualizada em 01/07/2020 às 15h10min

Começa período proibitivo de queimadas e bombeiros vão monitorar Barra do Garças e região

Está proibido o uso de fogo para limpeza e manejo de áreas em Mato Grosso de 1º de julho a 30 de Setembro

Araguaia Notícia


Entrou em vigor na quarta-feira (01/07) o decreto nº 535, de 26 de junho de 2020, dando início ao período proibitivo de queimadas em todo o Estado de Mato Grosso. Até 30 de setembro, fica vetado o uso do fogo para limpeza e manejo de áreas. Com isso, foi lançado hoje pelo Comando Regional Bombeiro Militar IV (CRBM-IV) à Operação Temporada de Incêndios Florestais 2020 (TIF 2020), dando início aos trabalhos de prevenção e combate aos incêndios florestais, em toda área de abrangência do CRBM-IV.

Para desempenhar as atividades, além das Unidades Operacionais nos municípios de Barra do Garças (1ªCIBM), Nova Xavantina (4ªCIBM) e Confresa (NBM), os bombeiros contam este ano com mais três Instrumentos de Resposta Temporários (IRT), sendo 02 Bases Descentralizadas Bombeiro Militar (Novo Santo Antônio e São Félix do Araguaia) e 01 Brigada Municipal Mista (Canarana), com a possibilidade de se aumentar mais duas BDBM’s, a partir do mês de agosto.

Desde o ano de 2019, todos os trabalhos de gestão dessas equipes passaram a ser coordenados na Sala de Situação Descentralizada do CRBM-IV (SSD4), pelos militares 1ºTen Dutra, 1ºSgt Carrijo, Sd Kopp e Sd D. Prado. São realizados monitoramentos diários de focos de calor via satélite, por meio de dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), além da gestão operacional das equipes e das solicitações de ocorrência de incêndio em área rural, via 0800-6477363.

Dessa forma, o CRBM-IV, por meio de suas Unidades Operacionais e IRT, assessoradas pela SSD4, estarão atuando em conjunto em toda área leste do Estado de Mato Grosso, com medidas preventivas, como a conscientização da população, e quando for preciso, com ações de combate, a fim de que seja reduzido o número de ocorrências de incêndio florestal em sua área de atuação.
Notícias Relacionadas »
Comentários »