01/11/2013 às 17h25min - Atualizada em 01/11/2013 às 17h25min

Polícia Civil recupera 7 armas de fogo furtadas de colecionador

Agencia da Noticia
Agência da Notícia

Sete armas de fogo de fogo de diferentes calibres, furtadas de um colecionador de armas, foram apreendidas pela Polícia Judiciária Civil, nesta quinta-feira (31.10), em Porto Esperidião (326 km a Oeste). Os acusados Romildo Andrade da Silva, 22 e Carlos Alexandre Saldiva, 18, foram presos em flagrante em posse das armas furtadas. Dois outros suspeitos de participação no furto continuam foragidos.

O furto das armas ocorreu no dia 26 de outubro, em uma fazenda da região. O dono da propriedade é colecionador de armas e teve 10 peças da sua coleção furtadas.

Dois dias após o furto, duas pessoas foram vítimas de homicídio no município de Mirassol D’Oeste. Na ocasião, um menor apontado como autor dos crimes foi apreendido em posse de um revólver calibre 22, furtado da fazenda do colecionador. O adolescente confessou a autoria dos homicídios e a participação no roubo das armas.

Durante as investigações do furto, a equipe de investigadores de Porto Esperidião recebeu uma denúncia de que homens fortemente armados estavam circulando pelo distrito de Pedro Neca, na zona rural do município.

Em diligências, os policiais se deslocaram até o distrito, onde realizaram a abordagem dos suspeitos em suas residências. Questionados, os criminosos confessaram a autoria do furto e indicaram o local onde as armas estavam escondidas.

De acordo com as informações dos acusados, as armas estavam enterradas em uma região de mata fechada e difícil acesso. Em buscas no local, os investigadores apreenderam 1 garrucha calibre 32, 1 cartucheira calibre 36 e 5 espingardas, de calibres 16, 22, 36 e uma de pressão.

Os acusados foram encaminhados à delegacia, onde foram autuados em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. Um inquérito policial será instaurado para apurar a participação dos acusados e de mais dois suspeitos no furto das armas.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.5%
1.4%