01/11/2013 às 12h18min - Atualizada em 01/11/2013 às 12h18min

Prefeito consegue liminar e manda 2º colocado desocupar cadeira

araguaianoticia.com.br
Oeste Goiano

O prefeito de Bom Jardim-GO, Cleudes Baré (PSDB), conseguiu no final da tarde de quarta-feira (30) uma liminar junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendendo a cassação do seu diploma e com isso reintegrando-se ao cargo de prefeito no município goiano, a 32 km da divisa com Mato Grosso. No facebook, Baré comemorou o resultado e ainda jogou uma direta mandando o segundo colocado que ocupava o cargo Nailton de Oliveira (PMDB) limpar a cadeira que o titular está voltando.

O tucano foi afastado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO) sob suspeita de captação ilícita de votos na eleição de outubro de 2012 quando teria fornecido escrituras para imóveis doados pela prefeitura durante o período eleitoral com possível intenção de obter votos.

O comunicado sobre liminar foi feita ainda na noite de ontem pelo TSE ao TRE de Goiás e deve ser cumprida nos próximos dias. Cleudes Baré mantém o discurso que não fez política com a escrituração de imóveis que teria apenas regularizado a situação, pois os lotes foram doados há 14 anos pelo adversário,

Nailton. Já o peemedebista, por sua vez, está reunido na manhã de quinta-feira (31) com advogados, para protocolar instrumento de agravo junto ao TSE. A intenção, segundo um assessor, é propor o julgamento do mérito desta ação no TSE para evitar o desgaste do ‘entra-e-sai’ prefeito em Bom Jardim. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.4%
1.3%