27/05/2020 às 22h04min - Atualizada em 27/05/2020 às 22h04min

PM esclarece que não houve suicídio e pede que vídeo não seja compartilhado em Aragarças

Major reiterou que divulgação desse tipo de vídeo só causa espanto e incentivo a obra do inimigo

Araguaia Notícia
Esse fato aconteceu em Aragarças-GO


Um vídeo de um homem com lençol amarrado no pescoço acenando para as pessoas em despedida e dizendo que iria cometer suicídio está circulando na rede social e causando indagações principalmente na população de Aragarças-GO se esse fato aconteceu ou não na cidade goiana.

Diante da dúvida, o site Araguaia Notícia foi em busca de informações junto a gloriosa Polícia Militar e a sempre prestativa Polícia Civil e obtivemos a seguinte informação. Esse fato na verdade foi uma tentativa de suicídio na tarde de terça-feira (26/5) e a PM ficou sabendo três horas depois do ocorrido, mas mesmo assim compareceu na residência do morador que fica no setor Base Velha.

Lá chegando, os policiais encontraram o morador já mais calmo e sentado numa cadeira rodeado de amigos, porém já recomposto da tentativa. Todavia, a cena foi gravada e o vídeo começou a circular no WhatsApp deixando muita gente se entender o que aconteceu.



O morador comentou que estava desesperado e por pouco não fez 'besteira' mesmo.

O major Ghiovanni informou que esse tipo de vídeo não contribui com nada e a sua divulgação só cria pensamentos negativos no ser humano, que começa a distanciar de Deus e entrar no mundo do maligno. O oficial reforçou que a comunidade não deve compartilhar a filmagem e que vai sugerir a Polícia Civil que esse assunto seja devidamente apurado e o homem sejam encaminhado para acompanhamento psicológico.

O morador que tentou suicídio é muito conhecido em Aragarças e recentemente ele tentou organizar um torneio de futebol, mas faltou devido falta da premiação, a competição foi cancelada.
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.6%
5.5%
17.6%
75.2%