14/05/2020 às 18h30min - Atualizada em 14/05/2020 às 18h30min

Equipe contratada pelo Ibope que aplicava teste-rápido de Covid sem avisar Secretaria de Saúde é detida em Barra do Garças

Foram quinze pesquisadores conduzidos. A pesquisa foi contratada pelo Ibope porém não avisou ao município e causou pânico entre os moradores a abordagem dos pesquisadores. Acompanhe vídeo logo abaixo

Ronaldo Couto
ARAGUAIA NOTÍCIA


A presença de uma equipe de pesquisa que aplicava teste-rápido, aquele de furar o dedo (teste-rápido), nos moradores de Barra do Garças, no leste de Mato Grosso, provocou alvoroço na cidade na quinta-feira dia 13/5 e os pesquisadores foram detidos e conduzidos até a delegacia. Foram quinze pessoas recolhidas que estavam em diversos bairros do município. O serviço faz parte de uma pesquisa de uma universidade de Pelotas-RS cuja licitação foi vencida pelo Ibope que contratou uma outra empresa para aplicar os questionários e o teste-rápido nas pessoas.

Todavia, a Secretaria Municipal de Saúde de Barra do Garças não foi informada com antecedência e quando a pesquisa foi a campo causou desespero nas pessoas e a polícia entrou em ação.



Já na delegacia, o delegado Adriano Alencar explicou que os pesquisadores estavam sem crachá (identificação) e não tinham avisado as autoridades locais. O delegado levantou também o questionamento que os pesquisadores vieram de ônibus de outra cidade em plena pandemia colocando em risco a comunidade por ter contato com a população. O ofício deles avisando a Secretaria de Saúde de Barra do Garças chegou três horas depois ao município e não conseguiu evitar a confusão.

Os conduzidos foram liberados mas vão responder por um TCO ( Termo Circunstanciado de Ocorrência) pelos artigos 47 do código penal exercício indevido da função; artigo 132 por expor a vida ou a saúde de terceiro a risco direto ou iminente e artigo 268  de Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa.

Acompanhe VIDEO como foi toda a movimentação com a reportagem do site Araguaia Notícia e logo abaixo NOTA DE ESCLARECIMENTO da Polícia Civil 

Na data de quinta, dia 14/5, no período da manhã, a população de Barra do Garças e região compartilharam informação nas redes sociais, principalmente por Whatsapp, dando conta que supostos profissionais de saúde estariam realizando exames de detecção de corona vírus nas residências, bem como as pessoas estavam sendo submetidas a questionários sobre a doença, com fins de ser colhidos dados estatísticos.

Os atendidos ao suspeitar de tal situação entratam em contato com a Secretaria Municipal de Saúde que negou qualquer ação neste sentido, autorizada ou programada em nossa comarca. Ainda, como em algumas residências fora realizada pulsão para coleta de sangue para teste rápido de COVID 19, a população com a negativa de autorização neste sentido entrou em pânico e acionaram as forças de segurança pública.

De pronto a Polícia Militar comandada pelo Tenente Elton Vieira logrou êxito em localizar os suspeitos, já que a população colaborou com imagens e localização dos mesmos, sendo todos conduzidos para a Central de flagrantes para as providências cabíveis. 

Ainda queremos ressaltar o pronto atendimento da Secretaria Municipal de Saúde, da Vigilância Sanitária, da Defesa Civil que auxiliaram à PJC com informações técnicas, tendo sido lavrado auto de infração sanitária em desfavor da empresa JC PESQUISA de São Paulo, que segundo informações teria sido contratada pelo IBOPE para realizar os referidos serviços de teste rápido de corona com levantamento de dados estatísticos.

Foi verificado em oitivas que nenhum dos 15 contratados é profissional de saúde sequer em nível técnico, não estando estes habilitados a realizar tal procedimento, que sem cumprimento das medidas técnicas e sanitárias colocam a população em risco, bem como tais trabalhadores em risco de contaminação e propagação da doença. Também o supervisor da empresa colaborou com informações. Nosso núcleo de inteligência levantou dados no Rio Grande do Sul e em outras localidades, inclusive com matéria jornalística que na cidade de Rondonópolis também houve problema de mesma natureza.

Fora determinado pela Autoridade Policial, Dr Adriano Marcos Alencar,  lavratura de TCO nos termos do Art. 47 da Lei de Contravenção Penal e Arts. 132 268 ambos do Código Penal Brasileiro. A 1 Delegacia irá  investigar a documentação encaminhada pela empresa no desenvolvimento das diligências a ser realizadas. 

A população pode confiar nas forças de segurança no combate ao corona vírus, a Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso não medirá esforços na defesa da nossa população. 

Por fim aproveitar a oportunidade e informar que as pessoas identificadas pela Secretaria Municipal de Saúde que infelizmente estão em quarentena, se violarem as medidas de isolamento serão presas e autuadas em ação conjunta da Polícia Judiciária Civil,  Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Secretaria Municipal de Saúde. 

Todos juntos contra o Covid

Nota da faculdade sobre a pesquisa 

EPICOVID19

Peço que todas as pessoas que tenham contato nessas 133 cidades compartilhem essa mensagem, para garantir o bom andamento da pesquisa inédita que estamos realizado sobre o coronavírus no Brasil.

1) Trata-se de pesquisa coordenada pela Universidade Federal de Pelotas, financiada pelo Ministério da Saúde, e realizada pelo IBOPE Inteligência.

2) Os 133 municípios forem escolhidos por representarem as 133 regiões intermediárias do Brasil, conforme divisão do IBGE.

3) Em cada cidade, é feito um sorteio de 250 domicílios para participarem da pesquisa. Em cada casa sorteada, é sorteado apenas um morador para ser testado.

4) Os testes são gratuitos e a participação na pesquisa é voluntária.

5) O estudo foi submetido e aprovado pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa, sob o número CAAE 30721520.7.1001.5313.

6) Todos os entrevistadores foram testados previamente, e somente aqueles com testes negativos para COVID-19 participam da coleta de dados.

7) Os entrevistadores usam todos os equipamentos de proteção individual necessários para protegerem a si próprios e aos entrevistados.

8) Os agentes da pesquisa coletam uma gota de sangue da ponta do dedo do participante, que será analisada pelo aparelho de teste em aproximadamente 15 minutos.

8) Realizamos no primeiro dia (14 de maio), cerca de 5.300 testes. A coleta de dados ainda acontece hoje (15 de maio), amanhã (16 de maio) e domingo (17 de maio). Até lá, nossa meta é realizar 33.250 testes (250 em cada uma das 133 cidades da amostra).

9) A pesquisa irá estimar a proporção de pessoas com anticorpos para a COVID-19 e a velocidade de expansão da pandemia no Brasil.

10) A equipe da pesquisa tem sido muito bem recebida na grande maioria das residências, mostrando que a população está muito interessada em ter a chance de realizar o teste para o coronavírus, e contribuir para a pesquisa, que poderá ajudar a salvar muitas vidas com os dados produzidos.

11) No entanto, estamos enfrentando algumas dificuldades em algumas cidades. Embora o Ministério da Saúde tenha enviado ofício para as Secretárias de Saúde, em alguns casos, aparentemente esses ofícios não chegaram ao conhecimento das autoridades locais. Estamos trabalhando em força tarefa para dialogar com as prefeituras e evitar prejuízos para o trabalho.

Obrigado!

Pedro Hallal
Reitor da UFPel
Coordenador Geral da Pesquisa

VEJA VÍDEO

 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.6%
5.5%
17.7%
75.2%