05/05/2020 às 13h20min - Atualizada em 05/05/2020 às 13h20min

Tragédia em Barra do Garças, músico mata namorada e se mata

Osmar gravou áudios e mandou em WhatsApp no intervalo em que matou a mulher e se preparava para suicidar. Ele alegou que era apaixonado pela vítima

Araguaia Notícia
Aqui o sr Osmar se apresentando no programa do Batatinha em Tv local de Barra do Garças
Um crime de homicídio foi registrado na manhã de terça-feira (5/5) seguido de suicídio no bairro Novo Horizonte em Barra do Garças, no leste de Mato Grosso. Segundo informações da Polícia Militar (PM) ao site Araguaia Notícia a tragédia ocorreu numa casa da rua Padre Albezetti César.

A vítima foi Elisangela do Nascimento Costa Santos, de 28 anos, que foi encontrada morta dentro do quarto da casa do acusado do crime, o pedreiro e também músico Osmaldo Viana Xavier, de 61 anos, conhecido como Osmar do Violão. A mulher estava com perfurações no pescoço e também no abdomen e foi encontrada pela polícia posteriormente caída ao lado da cama. 

A polícia acredita que o crime aconteceu durante a madrugada e antes de cometer suicídio, Osmar, gravou alguns áudios que mandou em grupos de WhatsApp dizendo porque matou a namorada. Ele alega que teria descobrido uma suposta traição da mulher que amava com um homem que trabalha numa lanchonete e por isso resolveu matá-la e depois se matou.



A Polícia Militar foi acionada por vizinhos por volta das 07h30 da manhã. E na sequencia, as Polícia Civil e Politec também foram até o local da tragédia. Os peritos encontraram dentro da residência uma faca suja de sangue provavelmente utilizada para cometer o assassinato da mulher.

O site Araguaia Notícia conversou com a comerciante Janete, proprietário do Bar Segatt's Caldo da avenida Ana Lira, que conhecia Osmar. "Ele gostava de tocar violão e cantar e de vez enquanto ele aparecia no nosso estabelecimento para cantar", comentou a comerciante. A vítima deste fato, Elisangela morava na cidade de Aragarças e estava em casa quando foi convidada para ir na casa de Osmar e foi infelizmente para ser morta tragicamente. Um feminicídio seguido de suicídio. 





 
Notícias Relacionadas »
Comentários »