29/04/2020 às 09h16min - Atualizada em 29/04/2020 às 09h16min

Miss vítima de abuso conta experiência traumática e polícia prende autor do crime

A jovem expôs o seu no caso na rede social com o vídeo onde ela conta como tudo que aconteceu

Gazeta Digital
ARAGUAIA NOTÍCIA
Ela resolveu expor o caso para pedir justiça e mostrar que as mulheres não aceitar esse tipo de abuso


A Polícia Militar prendeu na terça-feira (28/4) um homem de 24 anos, suspeito de ter perseguido e abusado sexualmente da miss Mato Grosso 2019, Ingrid Santin. Sem ter o nome divulgado, ele já foi detido por abusos sexuais outras 3 vezes em Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá). A jovem gravou um vídeo onde conta a triste experiência que ela teve em ser molestada e aconselha as mulheres jamais aceitarem esse tipo de situação. 

De acordo com informações preliminares da Polícia Militar, o suspeito foi detido por volta das 17h50. Com 3 passagens pela polícia, o penúltimo abuso que ele cometeu foi quando se masturbou em frente a uma esmalteria, no bairro Vila Aurora.

Entretanto, ele foi solto logo em seguida. Ainda de acordo com o tenente coronel Candido, ele foi preso utilizando a mesma motocicleta que usou para perseguir Ingrid.

A miss usou as redes sociais para denunciar o abuso. Segundo o relato dela, no último domingo (26) ela foi perseguida por um motoqueiro, que parou ao seu lado e passou a mão em sua genitália.

De acordo com a jovem, que relatou o fato em um vídeo publicado em sua página de rede social, ela estava indo de moto para a casa da irmã, quando percebeu que estava sendo seguida por um motoqueiro. Na rua, também tinha uma caminhonete na sua frente.

Ela disse que ao perceber que estava sendo seguida, tentou ultrapassar a caminhonete, mas não conseguiu. “Ele parou ao meu lado e nesse momento, colocou a mão entre as minhas pernas, nas minhas partes íntimas e apalpou”, disse com a voz embargada.

Em seguida, a vítima relata que a reação foi puxar a moto para outro lado “eu quase cai, comecei a gritar e a buzinar. Ele virou a rua e foi embora. Fiquei desesperada e com medo. Fui até a casa da minha irmã, onde ela me acolheu”.
Notícias Relacionadas »
Comentários »