18/04/2020 às 12h18min - Atualizada em 18/04/2020 às 12h18min

Exame aponta que menina de 13 anos morta por adolescente de 15 anos estava grávida

G1 MT
ARAGUAIA NOTÍCIA


Um exame apontou que a menina de 13 anos, que foi assassinada por um adolescente de 15 anos, estava grávida. Anna Luiza Nunes do Carmo foi encontrada morta no dia 2 de abril em um terreno baldio em Sorriso cidade que fica no médio norte de MT. O resultado do laudo da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), com o resultado positivo para gravidez, foi informado nesta sexta-feira (17).
 
De acordo com o delegado responsável pelo caso, Nilson Farias, o menor deve responder por ato infracional análogo a aborto, já que ele tinha conhecimento da gravidez, que foi confirmada pela perícia. Além disso, ele irá responder por homicídio qualificado e utilização de métodos que impossibilitaram a defesa da vítima.
 
O adolescente de 15 anos foi apreendido no mesmo dia em que Anna Luíza foi encontrada. Ele disse à polícia que cometeu o crime porque a menina estava grávida e ele temia as consequências, já que tinha outra namorada. O adolescente também contou ter matado a vítima com um golpe de mata-leão e depois arremessado um tijolo nela, além de dar vários golpes com um pedaço de madeira.
 
Depois do crime, o suspeito atirou fogo na roupa nas roupas dele na tentativa de apagar os vestígios do crime. A informação também foi dada por ele a polícia. Agora, o exame confirma a versão dada pelo suspeito sobre a motivação do crime.


 
O crime
 
De acordo com a polícia, no dia do desaparecimento a garota utilizou o celular da sua irmã para falar com um rapaz, arrumou a cama com travesseiros para que pensassem que ela estava dormindo e saiu de casa.
 
Assim que o corpo foi localizado, a Polícia Civil iniciou as investigações que apontaram o adolescente como principal suspeito do crime. Durante o depoimento de testemunhas, a polícia descobriu que havia um relacionamento entre o suspeito e a vítima.
 
De acordo com testemunhas, antes ele estava bem fisicamente e sem lesões aparentes, porém, no dia seguinte do crime amanheceu com o tornozelo torcido, com fratura evidente e as mãos machucadas, possivelmente devido aos esforços empregados para desferir as agressões contra a vítima.
 
A mãe da garota registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil na quarta-feira (1º). Ela contou à polícia que Anna Luiza foi para o quarto e dormiu. Na manhã do outro dia ela não foi encontrada na cama e havia desaparecido.
 
Câmeras de segurança registraram o momento em que a menina anda a pé pelas ruas. Aparentemente ela estava sozinha.
 
O corpo dela foi encontrado dois dias depois em um terreno no cruzamento da Avenida Los Angeles esquina com Avenida Curitiba, atrás de um ginásio.
 
Segundo o delegado responsável pelas investigações, Nilson André Farias de Oliveira, o suspeito teria desconfiado que a vítima estivesse grávida, o que atrapalharia o seu relacionamento com sua outra namorada e isso motivou o crime.
Notícias Relacionadas »
Comentários »