13/04/2020 às 16h59min - Atualizada em 13/04/2020 às 16h59min

Ação Social, Saúde e Polícia Civil realizam trabalho de orientação e prevenção nas ruas de Barra do Garças

Secom - BG
ARAGUAIA NOTÍCIA
Assessoria


A Secretaria de Assistência Social, com o apoio da Secretaria de Saúde e Polícia Civil, percorreu nesta segunda-feira (13), vários pontos de Barra do Garças para dar continuidade ao trabalho de orientação e prevenção às pessoas em situação de rua e vulnerabilidade social durante a pandemia do novo coronavírus.

 As abordagens foram realizadas pelas equipes do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), Casa de Passagem, Secretaria de Saúde e Polícia Judiciária Civil. Profissionais das áreas de psicologia, assistência social, saúde e segurança pública participaram das abordagens.

A ação desta segunda-feira dá prosseguimento ao trabalho que vem sendo realizado desde o início do mês de março. As equipes de enfermagem atendem individualmente as pessoas com aferimento de pressão, temperatura corporal, fornecimento de máscaras e orientação sobre dúvidas apresentadas pelo público atendido. O quadro apresentado pelas pessoas ainda é estável, sem sinais de estado febril ou resfriado, porém, com diagnósticos de casos de tuberculose que passarão a ter acompanhamento.

Além dos serviços de saúde, as profissionais prestaram também orientação sobre higiene pessoal, como lavar as mãos corretamente e evitar aglomerações para evitar a proliferação do vírus.



A Polícia Civil realizou trabalho de identificação das pessoas e consulta dos antecedentes criminais para averiguações da existência de mandados judiciais. Muitos que ocupam áreas públicas não possuem residência fixa em Barra do Garças e são passivos de diversos tipos de crimes.

A secretária de Assistência Social, Ida Madalena Francisquelli ressalta que as abordagens têm sido constantes com a chegada da pandemia no Brasil. “As ações são rotineiras, porém, foram intensificadas nos últimos dias diante do agravamento dos casos de coronavírus no país. Além da orientação e da prevenção, essas pessoas estão sendo acolhidas na Casa de Passagem para que tenham o devido amparo do poder público. Esse é o nosso papel”, destacou.
Notícias Relacionadas »
Comentários »