12/10/2013 às 10h43min - Atualizada em 12/10/2013 às 10h43min

Corpo de fazendeira desaparecida é achado carbonizado e em pedaços

Agencia da Noticia com Midia News
Agencia da Noticia

A Polícia localizou o corpo da pecuarista Marta Alves Ishiba, de 60 anos, desaparecida há uma semana, em Juína (735 km a Noroeste de Cuiabá).

A mulher foi assassinada e teve o corpo queimado numa fogueira de pneus, para que não fosse possível a identificação.

Os policiais encontraram partes do corpo longe de onde foi feita a fogueira. Uma das hipóteses levantada é de que as partes foram arrancadas e arrastadas por animais.

O corpo foi encontrado em uma região de mata, na localidade de Linha 7, na zona rural. Ao lado, estava uma caminhonete Mitsubishi L-200, prata, que pertencia à vítima eonde estava seus pertences, inclusive, a bolsa com documentos.

Peritos da Politec que estiveram no local encontraram preservativos, fitas adesivas, além de cordas, levantando a suspeita de que a mulher teria sido estuprada.

Conforme os policiais, o corpo foi encontrado por peões que tocavam uma boiada nas imediações. Eles disseram que reconheceram a picape e, nas buscas, encontraram o corpo queimado.

O corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML), para que seja realizada a identificação, que poderá ser através de exame de DNA ou arcada dentária.

Vingança

Marta Alves Ishiba estava desaparecida há cerca de uma semana, segundo as informações, após sair de sua fazenda com sua picape para vender uma de suas propriedades, e não foi mais vista. O local onde o cadáver foi localizado é próximo de sua fazenda.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil e os policiais não descartam que a motivação seja vingança, uma vez que não roubaram o veículo e tampouco os pertences.

De acordo com as investigações, a pecuarista teria recebido uma ligação em seu celular no dia 4, de uma pessoa que estaria interessada em comprar uma propriedade rural que ela tinha colocado à venda.

O suposto comprador teria oferecido R$ 2 milhões e teriam combinado de se encontrar para ele analisar os papeis, como escritura e pagamento de impostos, antes de acertar a compra.

Os familiares descobriram que ela recebeu uma ligação de número de celular restrito. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%