10/04/2020 às 18h59min - Atualizada em 10/04/2020 às 18h59min

Servidor da Ciretran é preso por crime contra administração pública

Assessoria / PJC MT
ARAGUAIA NOTÍCIA


O diretor da 32ª Ciretran de Peixoto de Azevedo (691 km ao norte de Cuiabá) foi preso pela Polícia Civil do município, na tarde de quarta-feira (08.04), suspeito de praticar crime contra administração pública, sendo autuado em flagrante por corrupção passiva. 

As diligências iniciaram após chegar ao conhecimento da Delegacia de Peixoto de Azevedo de que o funcionário público havia recebido vantagem ilícita para fazer a "liberação" de uma motocicleta que havia sido apreendida pela Polícia Militar, por estar com o lacre rompido e também sendo pilotada por um motorista sem habilitação (carteira de CNH). 

Com as informações, os policiais civis passaram a verificar os fatos e localizaram o referido veículo (objeto da liberação) em um endereço no bairro Aeroporto.



Em checagem da moto foi constatado que o lacre estava rompido. Ao ser perguntado sobre a "liberação" do veículo pelo Detran da cidade, o condutor contou que o suspeito solicitou a quantia de R$ 300 em dinheiro para proceder a "liberação" da motocicleta.

Os investigadores, acompanhados do delegado José Getúlio Daniel, foram até o Ciretran, onde o servidor foi abordado e encaminhado até a Delegacia de Polícia para esclarecimentos.  

Na unidade policial, o servidor confirmou ter recebido a quantia informada. Em depoimento, ele alegou que teria entregue R$ 200 para o guincho, ficando com o restante. Porém, a versão foi desmentida pela pessoa responsável pelo guinho.

Diante dos fatos, o suspeito foi autuado em flagrante por corrupção passiva. Após a confecção dos autos, o preso foi colocado à disposição da Justiça.
Notícias Relacionadas »
Comentários »