14/03/2020 às 08h00min - Atualizada em 14/03/2020 às 08h00min

Mato Grosso tem 9 casos suspeitos de coronavírus; uma paciente de Barra do Garças está sendo verificada

Em Barra do Garças tem uma mulher isolado na UPA que no primeiro exame descartou dengue e agora se investiga se pode ser coronavirus ou Influenza B

Araguaia Notícia
ARAGUAIA NOTÍCIA


A Vigilância Municipal de Barra do Garças entrou em contato com o site Araguaia Notícia no final da tarde de sexta-feira onde repassou um relatório atualizado do estado de Mato Grosso onde explica que o estado tem nove casos suspeitos porém nenhum confirmado porque ainda depende da contraprova.

Com relação a cidade de Barra do Garças, uma mulher está em observação na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) após o primeiro exame descartar dengue. Todavia para confirmar se é um caso suspeito de coronavirus foi encaminhado material da paciente para exame mais detalhado no laboratório Lacen em Cuiabá.

A Secretaria de Saúde do Estado de Mato Grosso informou ao site Araguaia Notícia, até ontem (sexta-feira) o estado tem 23 casos investigados dos quais nove são considerados suspeitos de estarem mesmo com o coronavirus. Sete foram descartados – destes, três casos apresentaram resultados positivo para Influenza B – e sete foram excluídos por não preencherem critérios de definição de caso para COVID-19.

De acordo com o Plano de Contingência de Mato Grosso, o nível de resposta está no nível 2 - Emergência/Contenção, que implica em ações mais específicas da rede de serviços de saúde. O COE-MT para COVID-19 esclarece que o Estado não possui caso confirmado de COVID-19 e que, em razão disso, neste momento, não há recomendação para fechamento de locais com concentração de pessoas, como escolas, cinemas, bares e outros.
 
Brasil
 
Porém, os estados de São Paulo e Rio de Janeiro já possuem transmissão comunitária e, em função disso, recomendamos que os eventos que possuam vínculo com os estados de São Paulo e Rio de Janeiro sejam revistos, analisando a real necessidade do mesmo e que, se houver possibilidade de ser realizada via web, que optem por essa decisão.

No caso de pessoas que chegarem desses estados e apresentarem: febre E outro sintoma respiratório, que procurem imediatamente uma unidade de saúde e relate que esteve em viagem para esses estados para que as medidas preventivas sejam tomadas imediatamente. A equipe reforça a toda a população que mantenham as medidas de controle e prevenção citadas ao final desta nota.

Secretaria Adjunta de Atenção e Vigilância em Saúde Medidas de prevenção e controle Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção por COVID-19. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus.
Precauções padrão

 Ações diárias para ajudar a prevenir a propagação de vírus respiratórios: Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.

● Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
● Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente.
● Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
● Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência. Esses são hábitos diários que podem ajudar a impedir a propagação de vários vírus, inclusive o novo coronavírus.
 
O Ministério da Saúde já confirmou 98 casos de COVID-19 no Brasil, sendo (2) Distrito Federal, (56) São Paulo, (16) Rio de Janeiro, (1) Espírito Santo, (2) Minas Gerais, (2) Bahia (1) Alagoas, (6) Paraná, (2) Pernambuco, (2) Santa Catarina, (1) Rio Grande do Norte, (3) Goiás e (4) Rio Grande do Sul. Sendo que os estados de São Paulo e Rio de Janeiro já estão com transmissão comunitária.

Com a ampliação de países e a confirmação dos casos no Brasil, o estado de Mato Grosso passou a identificar possíveis casos suspeitos e o Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (COE-MT) ampliou o monitoramento de casos no estado. Esse monitoramento acontece diariamente e as informações desta nota são referentes ao período das 12h do dia anterior até as 12h da data da publicação.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

0.9%
3.6%
11.7%
83.8%