10/03/2020 às 17h33min - Atualizada em 10/03/2020 às 17h33min

Corpo de mulher sem cabeça é encontrado em Goiás

Ela teria sido morta na última semana e já estava em estado de decomposição. Um trio foi preso e confessou a autoria do crime

Tom Paulo / O Dia on Line
ARAGUAIA NOTÍCIA


O corpo de uma mulher foi encontrado decapitado na tarde da última segunda-feira (9/3), em Anápolis. Ela teria sido morta na última semana e já estava em estado de decomposição. Um trio foi preso e confessou a autoria do crime.

Segundo informações, o corpo da mulher em questão foi encontrado decapitado e com perfurações de arma branca, possivelmente uma faca, na região Noroeste de Anápolis. Ela teria sido assassinada  entre quinta e sexta-feira (6/3). Devido ao tempo transcorrido, o cadáver foi encontrado em um estado já avançado de decomposição.

As equipes da Polícia Militar (PM) descobriram o corpo após o recebimento de uma denúncia anônima dando conta do endereço de supostos envolvidos com o crime, no Setor Vila Norte. No endereço informado, os policiais encontraram um trio formado por dois homens e uma mulher, que foram detidos após confessarem o crime contra a mulher.

Mulher teria sido morta e decapitada por causa de rixa entre facções rivais, em Anápolis

Ainda conforme informações da polícia, na ocasião da prisão, o trio relatou aos policiais militares que a motivação do crime teria sido uma rixa entre facções rivais. Segundo informaram os suspeitos, a vítima teria ameaçado os três. Assim, eles se juntaram e para cometer o crime a facadas.

A mulher do trio revelou aos policiais o local onde estava enterrado o corpo. Ao chegar lá, os policiais descobriram que o corpo estava sem a cabeça, que foi encontrada em um saco em outro lugar. A decapitação, segundo os suspeitos, teria ocorrido após a morte da vítima.

Eles foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Anápolis. O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) investiga o caso.

Além de caso da mulher, detento foi decapitado dentro da cela, também em Anápolis

No dia 16 de janeiro deste ano, um detento do presídio de Anápolis foi esfaqueado e decapitado após ter, supostamente, tentado estuprar a mulher de um colega de cela. O autor confessou o crime.

De acordo com informações do GIH de Anápolis na ocasião, uma equipe foi solicitada a comparecer no Centro de Inserção Social Monsenhor Luiz Ilc, local onde um detento havia sido morto por um colega de cela.

No local, constatou-se que a vítima se tratava de Ismailton Martins Pinto, 23 anos, que havia dado entrada na Unidade Prisional na quinta-feira (16/1), após ser preso em flagrante por tráfico de drogas. Ismailton foi morto a facadas, sendo golpeado no abdome, peito, costas, além de ter sofrido decapitação.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

2.2%
4.4%
19.8%
73.6%