10/03/2020 às 13h40min - Atualizada em 10/03/2020 às 13h40min

'Covardia', diz policial que é filho de idosa de 74 anos estuprada e morta ao fazer caminhada em MT

Câmeras registraram mulher sendo abordada por ciclista durante caminhada antes de ser assassinada. Vítima é mãe de sargento da Polícia Militar.

Agencia da Notícia
ARAGUAIA NOTÍCIA


O corpo da idosa Salvina dos Santos Vidal, de 74 anos, que foi estuprada e morta quando saiu de casa para caminhar em Lucas do Rio Verde, a 360 km de Cuiabá, é velado na Capela Jardins, em Cuiabá.

A idosa foi assassinada na manhã de domingo quando saiu para caminhar no começo do dia e desapareceu. O corpo dela foi encontrado sem roupas em um terreno baldio horas depois.

Salvina é mãe do sargento da Polícia Militar, Juarez Vidal, conhecido por defendera causa animal em Mato Grosso.

O velório começou na segunda-feira (9), atravessou a madrugada e segue nesta terça-feira (10).

Para Vidal, filho mais velho da vítima, a família está abalada e consternada.

Ele diz que recebeu exames que atestaram que a mãe foi enforcada, estuprada e teve o pescoço quebrado.

“Não aceitamos a forma como tudo aconteceu. É trágico, foi covardia. Ela pode não ter sido a primeira vítima”, alertou.
Vídeo mostra rapaz de bicicleta se aproximando de mulher

O sargento cobrou que as pessoas que souberem de informações do suspeito possam denunciar à polícia.

O crime

Segundo a Polícia Civil, o crime ocorreu no bairro Parque das Araras. Salvina saiu de casa entre 5h e 6h para fazer caminhada, mas não retornou.



Os familiares sentiram falta e o corpo foi encontrado por moradores por volta de 11h.

O terreno baldio fica a duas propriedades de onde ela mora. Ela estava sem roupas e com sinais de lesões pelo corpo.

Câmeras de segurança

Vídeos de câmeras de segurança de casas registraram o momento em que Salvina foi abordada por um homem de bicicleta, antes de ser assassinada.

Ele a levou para um terreno baldio, onde aconteceu o crime. No entanto, segundo a polícia, não é possível identificar o homem pelas imagens.

De acordo com a Polícia Civil, a equipe da Delegacia de Lucas do Rio Verde passou a madrugada desta segunda-feira em busca de informações que possam esclarecer o crime.

As imagens estão sendo analisadas e a pessoa vista próxima à vítima é considerada suspeita.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.8%
4.6%
19.6%
74.0%