09/03/2020 às 12h00min - Atualizada em 09/03/2020 às 12h00min

Mulher faz sucesso como caminhoneira

Morando no caminhão, é alvo de curiosos nos postos de gasolina de Mato Grosso

Agua Boa News
ARAGUAIA NOTÍCIA


Sabe aquela sensação de liberdade tão presente nos road movies? A caminhoneira Luana da Silva Paiva, a experimenta diariamente. Assim como nos filmes em que o personagem se descobre na estrada, foi viajando que assumiu o protagonismo da sua vida.

Com as unhas pintadas e mãos delicadas, ela dirige um caminhão de carga. E a força e a autonomia dessa jovem mulher pode ser que incomode, mas na maior parte das vezes, é alvo de surpresa.

“Foram várias as vezes em que desci do caminhão em um posto de gasolina, por exemplo, e juntou um pessoal em volta”. Quase sempre querem tirar foto.

“Eles se surpreendem ao ver uma mulher dirigindo um bitrem nove eixos. Querem saber como é minha rotina. Mas há quem desafie”.

Dia desses um caminhoneiro mais experiente a chamou e disse: “dirigir caminhão automático é fácil, queria ver é dirigir um bate-alavanca”.

Pois orgulhosamente ela o respondeu de pronto: “foi justamente com um bate-alavanca que trabalhei os primeiros anos, só agora consegui comprar um automático”.

A jovem que começou com carga seca – grãos -, passou a carregar combustível – carga perigosa – e hoje, transporta carne em câmara fria.



A pioneira, Neiva Chaves Zelaya, que no início dos anos 1950 tornou-se a primeira mulher habilitada a transportar cargas, é exemplo para ela e outras milhares, mais que ainda assim, são minoria em um universo predominantemente masculino.

“Muito respeito pela Neiva. Assim como ela, tenho orgulho do que faço. Sou a única da família. Na contramão do desejo dos meus pais de que eu tivesse cursado uma faculdade. Mas não tinha como ser de outro jeito”.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

0.9%
3.6%
11.8%
83.7%