03/03/2020 às 23h03min - Atualizada em 03/03/2020 às 23h03min

Vídeo mostra suposta agressão de sequestrador de padre em VG

Religioso foi sequestrado quando saía de seminário e passou seis horas nas mãos dos bandidos

Midia News
ARAGUAIA NOTÍCIA


Um vídeo que tem circulado nas redes sociais mostra um homem, que supostamente seria um dos envolvidos no sequestro e roubo a um padre em Várzea Grande, levando chicoteadas de membros de uma facção criminosa.
 
O padre Flavio Melcior Tertere, de 58 anos, foi sequestrado quando saía de um seminário, no Bairro Cristo Rei, e permaneceu mais de 6 horas como refém nas mãos de bandidos entre a noite de sábado (29) e a madrugada de domingo (1º), em uma região de mata, no Bairro Jardim Imperial, em Cuiabá.
 
As cenas são fortes e foram desfocadas pela reportagem. Nelas o suspeito aparece amarrado com as mãos para trás e amordaçado para que não grite.
 
O local é ermo e, enquanto um filma agressão, o outro comparsa chicoteia o rapaz.
 
“Já levou salve, mas não aprende. Cala a boca. O cara criou o seu irmão. O cara é padre e você vem roubar”, diz o homem que filma.
 
A Polícia Civil e Militar não confirmam a relação do suposto “salve” com o sequestro do padre. No entanto, as imagens serão analisadas em inquérito investigativo.
 
Assalto ao padre
 

De acordo com o boletim de ocorrência, o sacerdote foi sequestrado ao sair de um seminário no Bairro Cristo Rei, em Várzea Grande, no sábado (29), por volta das 19h.
 
Dois ladrões em uma motocicleta renderam o religioso no pátio, quando ele estava entrando em sua caminhonete.
 
Armados, os criminosos amarraram as mãos e os pés do padre com cordas e o levaram para a região do Coxipó, onde havia outros dois bandidos.
 
Lá, segundo o BO, a vítima relatou que foi agredida fisicamente até a 1h e depois foi abandonada no meio do mato.
 
O padre contou que conseguiu se desamarrar e pedir ajuda de moradores de um condomínio próximo, que acionaram a Polícia Militar.
 
Além do carro, os criminosos também levaram o celular do padre, dinheiro, joias e documentos pessoais.
 
Tiros e perseguição
 

De acordo com a Polícia Civil, por volta das 2h, os bandidos tentaram furar um bloqueio da PM na MT-343, entre Barra do Bugres e Cáceres.
 
O criminoso que dirigia a SW4 jogou o carro em direção aos policiais, que revidaram com tiros de fuzil calibre 5.56 e pistola .40 contra os pneus, que furaram.
 
No entanto, mesmo com os pneus furados, os bandidos continuaram em fuga por alguns quilômetros, até que a Polícia deu início a uma perseguição e atirou mais vezes em direção aos pneus, e conseguiu fazer com que o condutor parasse.
 
Um bandido saiu do carro, se jogou no chão e se entregou. Os demais envolvidos no crime não foram localizados.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

2.1%
4.2%
20.3%
73.4%