13/02/2020 às 13h09min - Atualizada em 13/02/2020 às 13h09min

ABZ cria grupo para elaboração de nova sinopse estatística dos cursos de Zootecnia

Caio Budel / Univar
ARAGUAIA NOTÍCIA
Um dos trabalhos da Associação Brasileira de Zootecnistas (ABZ) realizados já neste início de ano foi a criação de um grupo para elaboração da nova edição da sinopse estatística dos cursos de Zootecnia do Brasil. Instituído através de portaria no dia 28 de janeiro, o grupo elaborará uma nova sinopse 18 anos após a publicação da sua última edição, feita em 2002.

“A realização de novo levantamento de dados e produção de nova sinopse é essencial, pois nestes 18 anos aprovou-se e implantou-se as Diretrizes Curriculares Nacionais, além de ter acontecido uma forte expansão dos cursos de graduação em Zootecnia, tanto em número, que hoje chegam a mais de 120 cursos autorizados e em funcionamento no Brasil, quanto em distribuição em território, sendo Amapá o único estado que ainda não possui o curso de Zootecnia em nível de graduação”, explica Marinaldo. Neste período, houve também a inserção da Zootecnia como curso de graduação nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, criados em sua maioria como alteração das antigas Escolas Agrotécnicas Federais ou Centros Federais de Educação à condição de instituição de ensino superior.

O grupo é formado pelo presidente da ABZ, Marinaldo Divino Ribeiro (UFG); pelas representantes da Comissão Nacional de Educação em Zootecnia (CNEZ/CFMV) e coordenadoras de curso, Ana Cláudia Ambiel Corral Camargo (UNOESTE) e Safira Valença Bispo (UFAPE); pela representante do Fórum de Coordenadores de Cursos de Graduação em Zootecnia, a coordenadora Reíssa Alves Vilela (UNIVAR); pelo vice-coordenador de curso da UEM, Leandro Dalcim Castilha; e pelo zootecnista e ex-presidente da ABZ, Walter Motta Ferreira.

HISTÓRIA

O primeiro levantamento de dados dos cursos de Zootecnia no Brasil foi realizado em 1994, pela então CNEZ do CFMV. O estudo foi fruto de trabalho realizado entre os anos de 1966 e 1992, onde foram analisados indicadores derivados de 21 cursos de graduação em Zootecnia existentes na época.

O segundo levantamento de dados censitários, publicado em 2002, se chamou ‘Sinopse Estatística dos Cursos de Graduação em Zootecnia no Brasil’ e também foi uma realização da CNEZ/CFMV. O material continua dados gerais dos cursos autorizados e reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC). Este segundo estudo teve como base, em quase toda sua extensão, indicadores resultantes de 42 cursos ofertados por 41 instituições de ensino superior.

“Além da importância histórica, a nova edição da sinopse permitirá a análise situacional dos cursos em relação ao coletivo e à educação superior, bem como o estabelecimento de ações estratégicas de fortalecimento e desenvolvimento do ensino de Zootecnia no país capitaneados pela ABZ e seus agentes institucionais”, reforça o presidente da ABZ.

O grupo de trabalho nomeado tem até o final de janeiro de 2021 para concluir o estudo, mas a expectativa é que uma primeira versão de dados seja finalizada e apresentada já para a Reunião Nacional de Ensino em Zootecnia, realizada tradicionalmente no Congresso Brasileiro de Zootecnia (Zootec).
Notícias Relacionadas »
Comentários »