10/02/2020 às 05h04min - Atualizada em 10/02/2020 às 05h04min

Suspeito de matar advogado é preso e diz que cometeu crime a mando de facção

Um adolescente foi apreendido suspeito de envolvimento no homicídio

Lis Lopes, G1 GO
ARAGUAIA NOTÍCIA
Advogado Hans Brasiel foi encontrado morto a tiros dentro de escritório, em Aruanã Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Um homem foi preso na sexta-feira (7) suspeito de matar o advogado Hans Brasiel da Silva Chaves, de 31 anos, em Aruanã, no noroeste de Goiás. Um menor, também suspeito de envolvimento no crime, foi apreendido. O advogado foi morto a tiros dentro do próprio escritório na quinta-feira (6).
 
De acordo com o delegado Gilvan Borges, responsável pela investigação, o preso confessou o crime e disse que foi “enviado” por uma facção criminosa para matar o advogado.
 
“O maior, que foi o executor, disse que é faccionado e que foi enviado para matar o advogado porque ele recebia honorários e não representava os clientes, membros da facção”, explicou.


 
Segundo o delegado, a previsão é de que novas testemunhas sejam ouvidas nos próximos dias.
 
Em agosto do ano passado, Hans sofreu uma tentativa de homicídio por outro advogado criminal que também atua em Aruanã. A investigação apontou à época que o suspeito por tentar matar Hans estava envolvido em crimes de receptação de estelionato.
 
A Ordem dos Advogados do Brasil, seccional de Goiás, disse em nota que o crime está "aparentemente relacionado ao seu exercício profissional".
 
"Em nome de todos os advogados do Estado, a OAB-GO exorta a Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás (SSP) a realizar profunda e imediata apuração do crime para que a autoria seja esclarecida e os envolvidos, levados às barras da Justiça", diz a nota da OAB-GO.
Notícias Relacionadas »
Comentários »