27/01/2020 às 14h21min - Atualizada em 27/01/2020 às 14h21min

Vizinhos usam pedido de açucar para arrombar casa em Barra do Garças

Dois suspeitos foram presos com objetos furtados e atribuíram o crime a uma associação criminosa

PM - MT
ARAGUAIA NOTÍCIA
Um fato um tanto curioso ocorreu na noite de domingo (26/01), em Barra do Garças no leste de Mato Grosso. Moradores do bairro Dermat acionaram a Polícia Militar após retornarem para casa e notarem que esta teria sido arrombada e furtada. Os policiais se fizeram presentes no local e após perceberem que uma das portas da residência teria sido arrancada, acionaram a perícia técnica para averiguar a invasão.

Ao lado da residência, em um lote baldio, porém murado, foram encontrados alguns pertences das vítimas, e em uma busca minuciosa pelo local, os policiais notaram que no muro que da acesso a outra residência haviam mais objetos pertencentes as vítimas do furto e que poderia ter sido ali o local usado pelos suspeitos para chegar até a residência furtada.

Ao retornarem à residência furtada, a vítima informou que um dos moradores da casa vizinha teria batido em sua porta um pouco mais cedo, naquele mesmo dia, pedindo um copo de açúcar, e ao receber o que foi pedido, foi embora, mas não sem antes dar uma boa olhada na casa, analisando os fundos da residência pelo portão da frente.

Os policiais foram até a casa dos suspeitos, que também fica ao lado de outro lote baldio, porém, com um barracão nos fundos, e ao checarem a residência, notaram uma escada escorada no barracão do lote ao lado onde um dos suspeitos estava descendo naquele exato momento. Indagado sobre o que fazia ali, o indivíduo relatou apenas ser morador do local.



Usando a lanterna, os policiais avistaram no local mais pertences furtados da casa vizinha, já dentro da propriedade dos suspeitos, os mesmos que pediram açúcar. Ao que tudo indica, o pedido serviu para analisar a residência e verificar se os moradores ainda estavam no local.

Ao ser indagado pelos policiais, o suspeito relatou ter ouvido apenas alguns barulhos, porém, em sua casa foram encontrados ainda mais pertences das vítimas, como um perfume importado e um fone de ouvido, além de duas bolsas contendo notebook, caixa de som e máquina fotográfica, todos estes objetos furtados da residência dos vizinhos.

Devido a situação flagrância, os suspeitos Y.G.P.F., de 22 anos e M.R.N., de 18 anos, foram encaminhados para a central para confecção do boletim de ocorrência e posteriormente entregues na Delegacia de Polícia e aguardam a disposição da justiça. O delegado Nelder que recebeu o flagrante deu continuidade indiciamento dos dois suspeitos pelo crime de furto e ainda associação criminosa pois os acusados deixaram o nome Comando Vermelho escrito numa parede da casa como se tentando atribuir esse crime a um associação criminosa. 
Notícias Relacionadas »
Comentários »