19/01/2020 às 09h26min - Atualizada em 19/01/2020 às 09h26min

Araguaia vai recuperar tempo que perdeu explica Mauro Carvalho

Mauro Carvalho é o secretário da Casa Civil do Governo Mauro Mendes e já morou em Barra do Garças na década de 90.

Ronan de Sá / Semana 7
Ronaldo Couto / ARAGUAIA NOTÍCIA


Tratado sempre como ‘primo pobre’, o Vale do Araguaia durante vários governos ficou sempre em segundo plano nas questões governamentais e econômicas em Mato Grosso. A região, que possui uma área de 17,143 milhões de hectares, onde 6 milhões estão para pecuária e 3 para cultivo de grãos, é considerada atualmente a nova fronteira agrícola do Estado e um dos seus maiores problemas ainda é a logística.  

A falta de boas estradas dificulta tanto a retirada da produção, quanto a trafegabilidade de pessoas, como é o caso das BRs 158 e 242, além das MT’s 100, 020 e 326 (Rodovia do Calcário).

Ao receber a prefeita de Torixoréu, Inês Coelho (DEM), no Palácio Paiaguas neste início de ano, Mauro Carvalho destacou que o governo irá fazer o possível para concluir o trecho da MT-100 entre Pontal do Araguaia e Alto Araguaia ainda esse ano. “É nossa meta”, disse o secretário.

Naquela ocasião, o governador Mauro Mendes entregou a prefeita uma máquina escavadeira no valor de 400 mil, fruto de uma emenda do ex-deputado Fábio Gárcia (DEM). “Esse equipamento poderá ajudar na manutenção de trechos críticos da MT-100, enquanto o governo resolve a questão da pavimentação, situação que deve ocorrer até abril próximo”, pronunciou Carvalho.  

Outras frentes de trabalho estão em andamento como é o caso da Rodovia do Calcário entre Nova Nazaré e Cocalinho na MT-326 e Novo São Joaquim a Campinápolis pela MT-110. O mesmo acontece na MT-020 que liga Canarana a Paranatinga, assim como foi dada a ordem para a conclusão do trecho que falta ser pavimentado entre Confresa e Santa Cruz do Xingu, na MT-430.

O governo também deu ordem de serviço para execução de obras de três pontes na MT-413 em Santa Terezinha que “assim que estiverem concluídas, retomaremos a obra de pavimentação dos 20 quilômetros que faltam naquele trecho. Liberamos a pavimentação do trecho de Novo Santo Antonio a Serra Nova Dourada”, disse.  

“Em abril de 2019, o governador retomou mais de 100 obras de infraestrutura o que corresponde a 1.500 quilômetros de rodovias que serão entregues em breve. Como fizemos no trecho que liga Tesouro e Guiratinga recentemente concluído pela nossa gestão. Aquele trecho, era uma das inúmeras obras que haviam sido abandonadas pelo governo passado, e que agora estamos consertando”, afirmou.

O governador aguarda a decisão do Governo Federal sobre o Contorno Leste que poderá ligar a BR-158 aos municípios de Bom Jesus do Araguaia, Serra Nova Dourada, Alto Boa Vista, bem como Luciara e São Félix do Araguaia que ficarão mais próximos daquela rodovia.  

“Nós recebemos críticas aqui no Palácio todos os dias, sabemos das demandas e estamos fazendo de tudo para resolvê-las. Assumimos o Estado com problemas de todos os tipos, já resolvemos vários deles e estamos no caminho certo para consertar nosso Mato Grosso”, pontou o Secretário.  

“Outra importante obra que estamos lutando para concretizar é a Ferrovia da Integração do Centro-Oeste (Fico), que mudará a logística em toda região do Araguaia para o transporte de grãos, ligando aos eixos norte e nordeste do país, será a obra mais importante do Vale do Araguaia”, acentuou.  

Além dos problemas infraestruturais, a saúde no Estado era o que mais preocupava o governador Mauro Mendes. Repasses atrasados, Santa Casa fechada e municípios sem receber a verba do Governo, como o caso de Barra do Garças, que tinha um débito de R$ 14 milhões de atraso e que quase levou o prefeito Roberto Farias a devolver o Hospital Milton Morbeck para o Estado.  

“Hoje os repasses em estão dia em todos os municípios e já começamos a pagar os débitos das gestões passadas," expressou.

“Nos organizamos e vamos retomar a obra do Hospital Central que se arrasta por 34 anos. Ao todo, serão investidos recursos da ordem R$ 134 milhões, oriundo do combate à corrupção realizado pelo Ministério Público Estadual. A saúde está melhor, falta muito, mas já mudou. Temos certeza que 2020 será um ano melhor para Mato Grosso”, finalizou Mauro Carvalho.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.1%
4.9%
17.6%
76.5%