21/11/2019 às 15h40min - Atualizada em 21/11/2019 às 15h40min

Prefeitura e Câmara vão participar de campanha para reduzir mortes no trânsito de Barra do Gaçras

Somente em 2019, 31 pessoas morreram vítimas de acidentes nas ruas de Barra do Garças. Números superam os crimes de homicídios

Secom - BG
ARAGUAIA NOTÍCIA
Edevilson Arneiro / Secom-BG
Representantes da Prefeitura e Câmara, Prefeitura de Pontal do Araguaia e Segurança Pública se reuniram para buscar uma saída que possa reduzir o alto índice de trânsito em Barra do Garças e na área sob a jurisdição do 5º Comando Regional da Polícia Militar. Barra é a recordista em número de acidentes e mortes no trânsito em Mato Grosso.

Número apresentados durante a reunião são assustadores, com o registro de 31 mortes neste ano de 2019, todas vítimas de acidentes no trânsito. As mortes por acidentes superaram os crimes de homicídios, sejam por armas de fogo, branca ou qualquer natureza.

“Realizamos um diagnóstico da segurança em Barra do Garças sobre três quesitos: crimes de homicídios, roubos e furtos. Esses números não incluem os acidentes e para nossa surpresa, o trânsito é o maior problema da Segurança Pública e metas precisam ser tratadas para reduzir esses números alarmantes”, disse o comandante regional da PM, coronel Gilvando de Souza.

Segundo ele, a partir do dia 22, a Polícia Militar lançará a ‘Operação Fim de Ano’ e estará mais atuante nas ruas com o objetivo de salvar vidas. O comandante lembrou que em Barra do Garças existe o hábito de mães transportarem os filhos menores em motocicletas sem o uso do capacete e isso será efetivamente combatido. “Muitas vezes o remédio tem que ser amargo, mas a meta é salvar vidas”, alerta.



Para o vereador Murilo Valoes, os números apresentados pela Polícia Militar são tristes, pois, apontam Barra do Garças como uma das cidades com o maior índice de acidentes de trânsito em Mato Grosso no Brasil.  “´É preocupante e nos reunimos com todas as instituições, vereadores e segmentos da sociedade para buscar alternativas para reduzir essas estatísticas”, defende.

O vereador informou que hoje a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e o Pronto Socorro de Barra do Garças atendem entre 340 a 380 pessoas por dia, sendo na sua maioria vítimas de acidentes. “Precisamos mudar essa realidade. Hoje o município investe 34% só na área da saúde e a população precisa se conscientizar que a Prefeitura sozinha custeia essa conta. Uma UTI custa caro e o um simples pino também. O povo precisa saber disso”, disse.

Além da Prefeitura, Câmara, Prefeitura do Pontal e PM, participaram da reunião, o vice-prefeito Weliton Marcos, vereadores a Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Técnica, 3ª Ciretran, Corpo de Bombeiros e BR Tran, empresa concessionária da Faixa Azul.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.5%
4.6%
19.9%
73.9%