20/11/2019 às 10h42min - Atualizada em 20/11/2019 às 10h42min

Trânsito de Barra do Garças já matou 31 pessoas neste ano; polícia propõe parceria para mudar realidade

Forças de segurança apontam a necessidade de parcerias e campanhas de conscientização a motoristas e motociclistas. Em função do número de acidentes, aumentou também a despesa com internações e cirurgias no município

Araguaia Notícia + PM MT


Faltando 40 dias para acabar 2019, a cidade de Barra do Garças apresenta um alto índice de mortes no trânsito. Segundo relatório da PM, 31 pessoas perderam a vida em função de imprudência de motoristas e motociclistas na maior cidade do Vale do Araguaia. O mesmo índice do ano passado. Na terça-feia (19/11), foi realizada na Câmara de Vereadores, uma reunião das forças de segurança púbica que analisaram as estatísticas e debateram sobre estratégias para tornar o trânsito de Barra e Pontal do Araguaia mais seguro.

Durante palestra do tenente Matheus Carolo, alguns dados causaram um choque de realidade aos representantes das instituições. O fato de Barra do Garças estar entres as cidades com maior índice de vítimas fatais no trânsito a cada 100 mil habitantes, somente este ano as mortes no trânsito já somam 31, igualando-se ao total de vítimas no ano inteiro de 2018.



Outro dado alarmante constatado é que conforme estudos do IPEA (Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas) no ano de 2014 é estimado em custo médio de R$ 7 mil reais por atendimento de vítima de acidente de trânsito. Em relação a quantidade de acidentes registrados neste ano este gasto supera a ordem de R$ 14 milhões, sem contar gastos com os tratamentos cirúrgicos e de UTI, o que elevaria facilmente os custos.

Conforme a tenente-coronel Andréia, Comandante Adjunta do 5º CR, diversas ações de conscientização já foram realizadas, medidas administrativas como aplicação de notificações, apreensões e prisões por crime de trânsito também foram realizadas. "Precisamos agora nos focar em ações que mudem esta realidade no trânsito de Barra do Garças, temos uma cidade com menores índices criminais no Estado, mas temos essa realidade negativa no trânsito".

Algumas metas foram pré-estabelecidas para tornar o trânsito menos violento e ação policial militar seja mais eficaz, desde o estreitamento através de parcerias com demais órgãos responsáveis pela fiscalização e manutenção do trânsito de Barra do Garças à criação de um Pelotão de Trânsito.

Demais representantes das forças de segurança pública, do legislativo e do executivo demonstraram total interesse nesta missão, com afinco de somar forças para superar este desafio.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.9%
4.5%
19.5%
74.2%