09/11/2019 às 12h03min - Atualizada em 09/11/2019 às 12h03min

Mulher que usava bíblia como disfarce para roubar chora ao ser presa

Repórter MT
ARAGUAIA NOTÍCIA
C.A.A.F., de 29 anos, uma das três mulheres acusadas de sequestrarem uma motorista e roubarem um Volkswagen Up, numa rua paralela à Avenida Presidente Marques, no bairro Quilombo, em Cuiabá, presa neste fim de semana ao tentar entrar na Penitenciária Central da Capital (PCE), antigo Pascoal Ramos, para visitar um preso, chorou durante depoimento ao prestar depoimento.

O crime, que aconteceu no dia 14/10, chamou a atenção porque as criminosas usavam disfarces de evangélica, inclusive uma delas carregava uma bíblia, para não chamar atenção das vítimas.

Em seguida, ela foi encaminhada para a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos (Derfva) onde será ouvida novamente, nesta segunda-feira (04), e conduzida para audiência de custódia, no Fórum de Cuiabá. O teor do depoimento não foi divulgado.

Um juiz vai decidir se ela irá permanecer presa ou responderá o processo em liberdade.

O crime

Três mulheres, uma delas em posse de uma arma, sequestraram a vítima para roubar o veículo Volkswagen UP. Toda ação das criminosas foi registrada por  câmera de segurança.

Vestidas de religiosas e sem levantar suspeita, elas percebem a vulnerabilidade da motorista, sacam um revólver e anuncia o assalto.

As comparsas colocam a vítima no banco de trás do carro e saem do local. A vítima foi liberada horas depois.
Notícias Relacionadas »
Comentários »