08/11/2019 às 08h53min - Atualizada em 08/11/2019 às 08h53min

São Francisco proíbe carros em rua mais movimentada da cidade

ARAGUAIA NOTÍCIA
Pixabay
A Market Street, principal rua do centro de São Francisco, na Califórnia (EUA), vai ser fechada para todos os veículos particulares, a partir de 2020. O Projeto Better Market Street, recém-aprovado pelos governantes locais, pretende aumentar a eficiência do sistema de transporte público, favorecer a utilização de bicicletas e melhorar a segurança para pedestres na área. 

Ônibus e táxis continuam a circular na rua, mas veículos de aplicativo, como Uber e outras plataformas de compartilhamento de carros serão proibidas. Os usuários que optarem por esse meio de transporte, terão que caminhar até os pontos de embarque nas ruas laterais. 

A decisão de proibir os carros particulares foi da Agência Municipal de Transportes, que aprovou com unanimidade o Better Market Street. Além da iniciativa para reduzir o trânsito o projeto também vai ampliar as ciclovias e incluir zonas de segurança nos cruzamentos para permitir que as pessoas atravessem sem riscos.  
 
A Market Street começa no icônico Ferry Building e passa pelo distrito financeiro da cidade, com lojas, hotéis, prédios comerciais – como a sede do Twitter – e a praça em frente à Prefeitura. Em meio ao trânsito intenso, a rua chega a receber, por hora, cerca de 500 mil pedestres e 650 ciclistas. Seus cruzamentos são conhecidos pelo alto índice de atropelamentos, por isso a necessidade de aumentar a segurança da via.  

São Francisco já dispõe de dois programas de redução de veículos – Sunday Streets e Play Streets – que fecham temporariamente o acesso de carros a algumas áreas da cidade para incentivar a "diversão sem carros" para moradores das vizinhanças, crianças e idosos. O sucesso dos programas inspirou a cidade a reduzir a circulação de veículos na sua zona central. 
 
“Estamos lutando por um design que coloque as pessoas em primeiro lugar”, disse Brian Wiedenmeier, diretor executivo da San Francisco Bicycle Coalition, uma organização sem fins lucrativos que pressiona a cidade para reprojetar a rua há mais de uma década. “E, como resultado, acredito que isso fará com que mais pessoas caminhem e andem de bicicleta pela rua. E quando você tem mais pessoas compartilhando o espaço público dessa forma, ele se torna mais animado, mais seguro e transmite um sentimento maior de comunidade.” 

Recentemente, a cidade de Nova York também baniu os carros de uma de suas ruas principais, a 14th Street. Além disso, a metrópole americana pretende taxar a entrada de automóveis em todo o centro da cidade. A experiência mostrou que em vez de inundar as ruas adjacentes, os veículos dissiparam-se de maneira geral, como previsto pelos especialistas. 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »