04/11/2019 às 16h55min - Atualizada em 04/11/2019 às 16h55min

Por causa de quedas de energia e tarifa cara, moradores protestam na terça (5/11) em Aragarças contra Enel

A manifestação começa às 18 horas no posto fiscal do rio Araguaia e seguirá para sede da Enel

Araguaia Notícia


A população de Aragarças está sendo convidada na rede social para participar de uma manifestação na terça-feira (5/11) a partir das 18 horas em protesto ao serviço oferecido pela Enel na cidade. Segundo os organizadores, os moradores sofrem com a falta de investimentos na cidade de Aragarças que é considerada ponta de linha e ainda tem equipamentos arcaicos e devido a isso constantemente tem quedas de energia causando inúmeros prejuízos.

Várias pessoas que tentaram abrir algum negócio em Aragarças desistiram e acumularam prejuízos por causa da instabilidade da energia elétrica. Recentemente um comerciante perto do estádio Franciscão queimou dois freezers e ainda teve um prejuízo de 5 mil reais de carne, frios e picolés que estragaram.

A manifestação está sendo organizada pelo presidente da Associação dos Deficientes Físicos do Vale do Araguaia (Adefiva), Guilherme Bispo, que se tornou um defensor do povo na rede social com vídeos defendendo o povo. Ele gravou uma filmagem onde convida as pessoas para se unirem neste protesto que ainda reclama sobre o preço altíssimo da energia em Goiás.
 
A manifestação terá início em frente ao posto fiscal de Aragarças e seguirá até a porta da empresa na avenida Pedro Ludovico. “Nós queremos que o povo participe. Não adianta a gente ficar apenas na rede social reclamando. Temos que traduzir essa insatisfação com manifestações”, frisou o Adefiva.  



ENERGIA CARA EM MATO GROSSO TAMBÉM

Na sexta-feira, dia 1/11, houve uma manifestação semelhante em Barra do Garças contra Energisa onde o povo reclamou também sobre o preço abusivo da luz em Mato Grosso.

O protesto na Barra começou em frente ao Banco do Brasil e terminou em frente ao prédio da companhia na rua Goiás perto da delegacia. Devido ao preço da energia em Mato Grosso, uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) foi aberta na Assembleia Legislativa (AL-MT) com intuito de apurar os motivos que a luz ficou tão cara no estado.

Os deputados prometem levar essa investigação até o fim. Os protestos que vem ocorrendo demonstram que o povo acordou e não concordar com serviço abaixo da expectativa e preço que vem sendo cobrado. 

Nota da Enel enviada ao site Araguaia Notícia

A Enel Distribuição Goiás informa que, em 2017, assumiu a distribuidora do Estado, após décadas de subinvestimento. Desde então, investiu 3,5 vezes mais do que a média anual do período em que a empresa era estatal. Somente em 2017 e 2018, a companhia recebeu investimentos da ordem de R$ 1,5 bilhão. A companhia apresentou no fim de agosto, ao governo estadual, Aneel e Ministério de Minas e Energia uma proposta para acelerar ainda mais os investimentos em Goiás.
 
A Enel Distribuição Goiás informa que respeita a manifestação e está aberta ao diálogo.
 
A Enel reforça que está realizando constantes manutenções preventivas na região de Aragarças, incluindo reparos na rede e podas de galhos em contato com a fiação. A companhia acrescenta que aumentou o número de equipes em campo e criou uma base de atendimento na cidade com técnicos para emergências 24 horas, todos os dias. A empresa também investiu em tecnologia com a instalação de sete equipamentos telecomandados no município, que permitem ações mais rápidas e eficientes em casos de falha no fornecimento de energia. A companhia destaca, ainda, que neste ano, cerca de 5 mil quilômetros de redes foram inspecionados com uso de helicóptero, a fim de identificar locais com possíveis defeitos e programar as manutenções necessárias para garantir a qualidade do fornecimento de energia em todo o município de Aragarças.

 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.8%
4.6%
19.6%
74.0%