25/07/2011 às 17h17min - Atualizada em 25/07/2011 às 17h17min

Roseli Barbosa conhece Ganha Tempo em outros estados

araguaianoticia.com.br
Secom MT

A modernização e expansão do Ganha Tempo, espaço de referência no atendimento ao cidadão instalado no centro da Capital mato-grossense, é uma das metas da primeira-dama e secretária de Estado de Trabalho e Assistência Social, Roseli Barbosa.

Para isso, a secretária estadual iniciou nesta segunda-feira (25.07) uma série de visitas a modelos de gestão neste setor em outros Estados, que visam o aprimoramento dos serviços públicos prestados à população.

O primeiro estabelecimento a receber a visita da secretária foi o “Faça Fácil”, instalado no município de Cariacica, localizado no Estado do Espírito Santo, a 15 km da capital Vitória.

“Buscamos oferecer à nossa população um atendimento cada vez mais ágil, eficiente e com qualidade. Portanto, acredito que essa troca de experiência com outros Estados é fundamental, pois assim poderemos conhecer boas práticas de gestão, a exemplo do que ocorre em Cariacica”, explicou a secretária Roseli Barbosa.

Acompanhada dos gestores do Governo do Estado do Espírito Santo, Roseli Barbosa conheceu as instalações da unidade que disponibiliza mais de 400 serviços públicos à população.

“Assim como estamos recebendo no dia de hoje os gestores de Mato Grosso, também queremos conhecer os projetos desenvolvidos pela secretária Roseli Barbosa, com o foco nos cidadãos. Entendemos que esta prática de troca de experiências é de suma importância e quem ganha é a população”, destacou o secretário de Estado de Gestão e Recursos Humanos do Espírito Santo, Heraclito Amâncio Pereira Junior.

Atualmente o Estado de Mato Grosso conta com apenas uma unidade do Ganha Tempo, que atende em média três mil pessoas por dia. A intenção da secretária é expandir a rede de atendimento aos cidadãos.

Também participou da agenda de trabalho em Cariacica, a secretária adjunta de Cidadania da Setas, Vanessa Rosin.
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%