01/11/2019 às 17h11min - Atualizada em 01/11/2019 às 17h11min

Tenente-coronel é preso acusado de extorquir fazendeiro em MT

Prisão do oficial aconteceu na última terça-feira em Campo Verde; ele teria exigido R$ 1 mil

Midia News
ARAGUAIA NOTÍCIA


Um tenente-coronel da reserva da Polícia Militar, identificado como N.H.S., foi preso acusado de extorquir o proprietário de uma fazenda em Campo Verde (140 km de Cuiabá).
 
O caso ocorreu na última terça-feira (29). Além dele, outra pessoa, que se apresentou como jornalista, também foi presa.
 
Segundo a PM, a vítima relatou que o coronel, em "tom ameaçador", exigia que ele comprasse um espaço em seu jornal. E que, por medo, acabou comprando o espaço por R$ 1 mil.
 
De acordo com o fazendeiro, o coronel da PM havia lhe dito que o jornal contribui com as forças de segurança de Campo Verde.


 
Assim que os dois deixaram a sua propriedade, a vítima acionou a Polícia Militar, que os localizou ainda na MT-251.
 
Durante a abordagem, a Polícia constatou que o rapaz que se identificou como jornalista havia deixado o Presídio da Mata Grande há pouco mais de um mês.
 
Questionados a respeito do que faziam na região, os dois disseram que estavam atrás de patrocínio para o jornal.
 
Ainda na conversa, o oficial teria tentado intimidar os PMs. “Se eu tivesse com uma arma aqui, isso não ficaria assim. Para eu matar 5 ou 6 é daqui para ali, sou Selva”,  teria dito, conforme registrado no B.O..
 
Os dois foram encaminhados para o quartel da 8ª Companhia de Polícia Militar, onde o oficial teria se recusado a entregar seus documentos pessoais e acabou tendo a prisão decretada.
 
A Polícia Militar comunicou que os policiais envolvidos na ocorrência irão acionar o coronel na justiça pela ameaça durante a abordagem. O fazendeiro não quis ir até a delegacia prestar queixa por medo de represálias.
 
O caso ainda será investigado.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.7%
5.1%
18.9%
74.4%