06/09/2019 às 13h17min - Atualizada em 06/09/2019 às 13h17min

Idoso que matou sobrinho (sargento da PM) é encontrado morto em assentamento

Depois de fugir de carro e prometendo se entregar à polícia, comerciante é encontrado morto em assentamento. Nilton matou a tiros o sobrinho, sargento Uiliamar, em Baliza-GO

Araguaia Notícia
Sargento Uiliamar assassinado pelo próprio tio e padrinho Nilton, que também faleceu vítima de infarto
Foi encontrado morto na manhã de sexta-feira (6/6) o comerciante Nilton Alves da Silva, 64 anos, que matou com três tiros no dia 3/9 o sobrinho e sargento da Polícia Militar de Goiás, Uiliamar Pires Alves. O crime aconteceu na cidade de Baliza-GO na divisa com Mato Grosso após uma desavença familiar.

Após efetuar os disparos, o idoso fugiu num veículo Gol cinza para um assentamento nas imediações da cidade. E foi lá neste assentamento que ele faleceu provavelmente após um infarto nesta manhã.

O relato foi de um advogado que entrou em contato com o delegado Ricardo Galvão. “Sim ele estava num assentamento e tinha manifestado o interesse de se entregar na sexta-feira. Só que ele amanheceu já sem vida provavelmente por causa de infarto. Os policiais e peritos já estão no assentamento para averiguar essa situação”, completou o delegado.



De acordo com a polícia, a motivação do crime em que o tio assassinou o sobrinho teria sido porque o sargento aconselhou a esposa do tio a ir embora de casa. Na época, a mulher teria procurado o sargento e se queixou que Nilton era muito violento com ela.

Esse fato deixou o comerciante magoado por vários anos e no dia 3/9 decidiu atirar no sobrinho quanto este o visitou. O sargento estava fardado e foi lá verificar o funcionamento das câmeras de segurança do comércio do tio. Os disparos foram à queima-roupa e sem chance de defesa para o militar que estava sozinho.

O sargento Uiliamar foi sepultado em Bom Jardim com honras militares. A população da região sentiu muito a morte dele considerado um policial exemplar e dedicado à missão de proteger o próximo.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »