30/08/2019 às 17h34min - Atualizada em 30/08/2019 às 17h34min

Câmara cria comissão para elaborar a lei que regulamentará nova feira em Barra do Garças

Secom - BG
ARAGUAIA NOTÍCIA


A Câmara de Vereadores criou nesta quinta-feira (29) uma comissão formada por representantes de associações e entidades de classes para debater e elaborar uma lei que regulamentará a implantação de uma nova feira livre às sextas-feiras em Barra do Garças. A comissão foi criada na primeira audiência pública realizada pelo Poder Legislativo para discutir a questão.

Na audiência pública, presidida pelo presidente da Casa, vereador João Rodrigues de Souza, o Dr. Joãozinho, a criação da feira foi defendida pelas associações que representam os produtores rurais. As entidades pretendem discutir a ideia com sugestões e apontamentos que possam colaborar o projeto que será apresentado aos vereadores.



Durante o debate, o vereador Dr. Joãozinho sugeriu a criação da comissão para evitar que o projeto de Lei que será apresentado no plenário da Câmara seja apenas de autoria dos vereadores. “Queremos ouvir todos os envolvidos para a construção do texto. Queremos ouvir a maioria, pois, é de extrema importância a participação da comunidade nesses debates”, disse.

Na audiência ficou definida a constituição dessa comissão, composta por membros da Hortiagro, Movimento de Luta pela Terra (MLT), Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Araguaia (Aproar), Associação dos Produtores da Serra Verde, Associação dos Empreendedores de Barra do Garças, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e representante dos feirantes e consumidores.

Além da formação da comissão, ficou definida a realização de uma reunião, na próxima segunda-feira (2), no plenário da Câmara para apresentação das propostas em segunda audiência pública que poderão compor o texto da lei que os vereadores discutirão e aprovarão para que a nova feira seja implantada em Barra do Garças.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

0.9%
3.6%
11.7%
83.8%