28/08/2019 às 17h07min - Atualizada em 28/08/2019 às 17h07min

PF e Ibama fazem operação contra desmatamento e queimadas em terra indígena no Araguaia

Reserva tem 219 mil hectares e é habitava por 1,5 mil xavantes. Ibama diz que quase toda TI já foi atingida pela queimada

Denise Soares, G1 MT
ARAGUAIA NOTÍCIA
Imagem mostra resultado das queimadas na Terra Indígena (TI) Areões, no município de Nova Nazaré (MT) — Foto: Ibama/Divulgação


Agentes do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama) e da Polícia Federal fazem uma operação nesta quarta-feira (28) contra o desmatamento, a exploração do cerrado e as queimadas em terras indígenas de Mato Grosso. Nenhuma pessoa foi presa até o momento.
 
De acordo com o Ibama, a primeira área alvo da operação 'Siriema' é a Terra Indígena Areões, no município de Nova Nazaré. A reserva tem 219 mil hectares e é habitava pelo povo xavante. Vivem na área cerca de 1,5 mil índios.
 
Fogos de incêndio são vistos na Terra Indígena (TI) Areões, no município de Nova Nazaré — Foto: Ibama/Divulgação

Fogos de incêndio são vistos na Terra Indígena (TI) Areões, no município de Nova Nazaré — Foto: Ibama/Divulgação

Fogos de incêndio são vistos na Terra Indígena (TI) Areões, no município de Nova Nazaré — Foto: Ibama/Divulgação
 
A Terra Indígena Areões, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), é a área com mais focos de calor em Mato Grosso e a segunda no ranking nacional.
 
Os agentes flagraram movimentação de caminhões e tratores dentro da terra indígena e procuram pelos infratores. Árvores, como ipê, roxinho e jatobá foram encontradas cortadas na terra indígena.
 
Madeira extraída da Terra Indígena (TI) Areões, no município de Nova Nazaré, foi apreendida no local — Foto: Ibama/Divulgação

Madeira extraída da Terra Indígena (TI) Areões, no município de Nova Nazaré, foi apreendida no local — Foto: Ibama/Divulgação

Madeira extraída da Terra Indígena (TI) Areões, no município de Nova Nazaré, foi apreendida no local — Foto: Ibama/Divulgação
 
O Ibama reúne brigadistas que devem ser enviados ao local para combater o fogo.
 
Conforme constatação dos agentes, quase toda TI já foi atingida pela queimada. Os desmatadores usam o fogo para poderem explorar ilegalmente a terra.
 
A investigação para identificar os suspeitos é feita pela Polícia Federal de Barra do Garças. Um helicóptero está sobrevoando as terras indígenas.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.6%
4.5%
20.0%
73.9%