19/08/2019 às 23h37min - Atualizada em 19/08/2019 às 23h37min

Conclusão do anel viário de Barra do Garças fica mais próximo após decisão de Bolsonaro; VEJA VÍDEO

O governo federal voltou atrás e devolveu R$ 20 milhões a drenagem do anel viário do lado de Barra do Garças

Ronaldo Couto
ARAGUAIA NOTÍCIA
Foto: DNIT / Imagens: Ronaldo Jr


As lideranças políticas de Barra do Garças e região comemoraram a decisão do presidente Jair Bolsonaro em devolver R$ 20 milhões para obra de drenagem e conclusão do asfalto do anel viário do lado de Barra do Garças. A conclusão da obra estava seriamente comprometida depois da decisão de junho deste ano quando o Ministério dos Transportes sofreu um contingenciamento de R$ 26 milhões que estavam previstos para conclusão do anel viário de Barra do Garças.

Todavia, a decisão de devolver o dinheiro para conclusão do anel viário foi publicada no Diário Oficial da União e confirmada pelo ministro e Infraestrutura Tarcísio Gomes num vídeo postado pelo senador Welington Fagundes.

O deputado estadual Max Russi comemorou essa notícia durante o mutirão Araguaia Cidadão no dia 18/8 na cidade de Torixoréu-MT e parabenizou empenho de Fagundes e de toda a bancada federal no sentido de viabilizar a conclusão do anel viário de Barra do Garças.



“Estamos tão perto dessa conclusão. As pontes estão prontas e faltam o serviço de encabeçamento das pontes; a drenagem do lado de Barra do Garças e pavimentação do contorno. Seria horrível que tivemos que parar com toda a obra”, completou.

Sobre a questão da empreiteira Sanches Tripoloni ter desmontado o acampamento em Pontal do Araguaia, o parlamentar explicou que essa retirada da empresa se diz respeito a obra da MT 100 de Pontal a Torixoréu e não tem nada a ver com a conclusão do anel viário.

“Pelo que consta até agora a Sanches Tripoloni deve continuar com a obra do anel viário”, frisou.

VEJA VÍDEO:
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.8%
4.6%
19.6%
74.0%