14/08/2019 às 16h25min - Atualizada em 14/08/2019 às 16h25min

Roberto Farias adota medidas para reduzir gastos e manter equilíbrio fiscal de Barra do Garças

A medida para apertar o cinto tem objetivo de evitar um colapso financeiro lá na frente

Secom - BG
ARAGUAIA NOTÍCIA


O prefeito de Barra do Garças, Roberto Farias, adotou uma série de medidas para reduzir as despesas e manter fiscal das contas públicas da Prefeitura de Barra do Garças. Por meio do Decreto 4.179, expedido na segunda-feira (12), o prefeito determinou cortes em todas as áreas da administração para evitar um colapso total nas contas do município e cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Entre as medidas adotadas pelo prefeito estão o corte de 20% de gastos com diárias, passagens, cursos, adiantamentos, combustíveis para a frota de veículos, horas extras (com exceções de casos excepcionais nos setores de saúde, educação e obras sob comprovação), além de cortes com o pagamento de verbas remuneratórias, como gratificações de funções.

O prefeito determinou também outras medidas que visam economizar recursos e manter os serviços essenciais em pleno funcionamento, como evitar a nomeação de novos servidores em comissão, contratações temporárias e convocações para o regime especial de trabalho. A meta é impedir que o município gere mais gastos e compromete as contas públicas neste ano e desta forma extrapole os limites impostos pela LRF.

Nesse momento de crise que o país atravessa, com a retração de 0,13% do Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre de 2019 em relação aos três primeiros meses do ano, aponta para uma recessão técnica com reflexos direto nas finanças dos municípios e diante desse quadro são necessárias a adoção de medidas para o equilíbrio das contas públicas para o exercício financeiro deste ano.

Desde que assumiu a Prefeitura, em 2013, o prefeito Roberto Farias vem tomando reiteradas medidas para manter as contas do município equilibradas e garantir a manutenção de serviços essenciais à população, como por exemplo, investimentos nas áreas de saúde e educação, consideradas como prioritárias em uma gestão pública.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

2.2%
4.4%
19.8%
73.6%