19/08/2013 às 13h24min - Atualizada em 19/08/2013 às 13h24min

Vereadores querem explicação se foram chamados de fofoqueiros; prefeito nega e atribui comentário a oposição

Olhar Direto
Olhar Direto

Os vereadores de Novo Santo Antônio, a 1.100 km de Cuiabá, marcaram para segunda-feira (19) uma reunião com o prefeito Eduardo Penno (PMDB) para esclarecer se realmente o chefe do executivo teria chamado alguns vereadores da cidade de ‘desocupados e fofoqueiros’. Um ofício enviado ao legislativo pelo peemedebista, dia 09/08, causou essa polêmica, pois no texto o prefeito fala sobre fofoqueiros, desocupados e bando de vagabundos que estariam tentando prejudicar a sua administração.

Eduardo explica que as críticas foram para algumas pessoas da cidade, principalmente vinculadas a oposição, que segundo ele, estaria espalhando comentários maldosos pela cidade com objetivo de desestabilizar a sua administração. “Eu chamei de desocupado e fofoqueiro, um grupo de meia dúzia de pessoas que fica inventando as coisas contra mim”, explica.

O peemedebista aproveitou a reportagem para reclamar do ex-prefeito João Mara, que segundo ele, estaria tentando dificultar a administração dele como fez no passado com o finado prefeito Valdemir Quatro Olho (PMDB), assassinado em julho de 2011. “A oposição está querendo me jogar contra os vereadores com essa história. Eu já fui ameaçado inclusive um homem me ligou dizendo que havia sido contratado para me matar e descreveu a minha casa, meu cachorro e as coisas que eu faço e disse que só não me matou porque não fazia o serviço de pistolagem fiado”, relembra.

Eduardo não sabe se as ameaças são verdadeiras, em todo caso, ele explica que já tomou as suas providências sobre a sua segurança. “Fizeram denúncias contra mim no Ministério Público, mas até hoje não foi instaurado nenhum inquérito civil público porque eu não fiz nada de errado”, pondera. Sobre ofício, o prefeito confirma que realmente usou os adjetivos fofoqueiro e desocupado, mas para qualificar outras pessoas e não os vereadores.

Eduardo lembra que tem apoio da maioria dos vereadores e que foi a favor do aumento do salário dos parlamentares e a criação da verba indenizatória para eles no final do ano passado. “Se continuarem acreditando em fofoca, os próximos prefeitos de Novo Santo Antonio, poder ser um Arcanjo ou Fernandinho Beira Mar”, disparou.

Os vereadores tinham uma reunião marcada para o dia 16 que foi adiada para o dia 19. Eles querem primeiro ouvir o prefeito para depois se pronunciarem sobre o assunto. Veja na integra o documento emitido pelo prefeito e entregue na Câmara dia 9 de agosto, publicado pelo O Repórter do Araguaia. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »