01/08/2019 às 06h55min - Atualizada em 01/08/2019 às 06h55min

Adolescente de 16 anos é apreendido com nota falsa em supermercado de Barra do Garças

A Polícia Militar divulga folheto com dicas para se identificar dinheiro falso

Assessoria / 5º CRPMMT
ARAGUAIA NOTÍCIA


Na noite de terça-feira (30/07), a Polícia Militar realizou a apreensão de um adolescente ao tentar passar uma nota de R$ 100 reais falsa no supermercado em Barra do Garças.

O fato ocorreu no bairro São José, quando um adolescente de 16 anos chegou no estabelecimento comercial e com intuito de comprar uma carteira de cigarro entregou a nota de R$ 100 reais, logo o proprietário percebeu pelas características que se tratava de uma nota falsa e acionou a PM.

No local, o jovem afirmou aos policiais que apenas estava fazendo um favor ao comprar a carteira de cigarro, a pessoa que havia lhe dado a nota estaria na esquina e teria indo embora rapidamente assim que percebeu que o proprietário identificou a nota falsa. O adolescente foi conduzido para a Delegacia de Polícia Judiciária Civil. 

O proprietário do supermercado afirmou ainda que na última segunda-feira sua funcionária recebeu uma nota de cem reais falsa sem perceber, registrou o boletim de ocorrência na delegacia e levou as imagens do circuito interno. Ainda ontem a mesma pessoa voltou ao seu estabelecimento.

A PM foi acionada novamente e em conversa com o suposto homem que teria passado a nota falsa, foi dito por ele que a nota foi entregue pela sua mãe e ela recebeu de uma mulher de Aragarças-GO, por uma venda de um fogão.


POLÍCIA MILITAR ALERTA

Alguns detalhes das notas ajudam a identificar sua autenticidade. Marcas d’água, o papel, os símbolos, os relevos, entre outras características que podem contribuir em caso de dúvida. Se a dúvida permanecer, a pessoa pode acionar a PM por meio do 190. 

O crime de falsificação de moeda está previsto no Código Penal, artigo 289, e a pena pode variar de três anos a 12 anos de reclusão. É importante que a PM seja acionada e realize a coleta de informações junto aos comerciantes ou ao cidadão que foram vítimas do crime e para o devido encaminhamento dos suspeitos à Polícia Federal ou à Polícia Civil.

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.8%
5.0%
19.8%
73.4%