08/07/2019 às 16h28min - Atualizada em 08/07/2019 às 16h28min

Estudante de MT que sonha ser astronauta faz 'vaquinha' para fazer curso na Nasa

G1 MT
ARAGUAIA NOTÍCIA


Uma estudante de física da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em Cuiabá, está fazendo uma vaquinha online para pagar cursos preparatórios de astronauta na Administração Nacional do Espaço e da Aeronáutica (Nasa) e transferir a graduação para Sweet Briar College, em Virgínia (EUA). Maria Gisllanny Bezerra da Silva, de 21 anos, é um dos 24 jovens nomeados com potencial para ir a Marte.

Maria contou ao G1 que o objetivo da vaquinha é arrecadar R$ 76.991 para custear a transferência da graduação para engenharia e física nos EUA ainda neste ano e pagar os cursos preparatórios no ano que vem.

“O plano é me preparar para ser astronauta e me candidatar à vaga para Marte, pois são muitas pessoas disputando. Estou confiante, pois comecei a me preparar cedo. Conversei com astronautas e eles me orientaram a formular meu cronograma de planejamento”, explicou.

O sonho de ser astronauta, segundo a estudante, surgiu aos 8 anos, quando ela viu pela televisão o primeiro brasileiro a chegar no espaço, o astronauta Marcos Pontes.

“Esse sonho é minha missão de vida. Após as dificuldades na escola, decidi que trabalharia com a educação paralelo ao sonho de ser astronauta e vivo esse sonho diariamente”, ressaltou.

Maria, em foto tirada em 2016, no Observatório Green Bank Virginia — Foto: Arquivo pessoal

Maria, em foto tirada em 2016, no Observatório Green Bank Virginia — Foto: Arquivo pessoal

Maria, em foto tirada em 2016, no Observatório Green Bank Virginia — Foto: Arquivo pessoal

Em 2012, a jovem desenvolveu projetos de divulgação das ciências espaciais com o objetivo de apresentar a importância da pesquisa espacial nas escolas. Por meio do projeto, aplicado em 13 escolar do estado, já foram realizadas mais de 70 palestras e 23 eventos científicos.

A estudante, que já visitou a Nasa em 2016, deve retornar à agência, neste mês, como líder de um grupo de estudantes para conhecer o local e participar de atividades.

“Depois disso, pretendo ficar nos EUA por um mês para me preparar para o início das aulas na universidade norte-americana”, disse.

 Ela cursa física na UFMT e quer transferir o curso para a Virgínia — Foto: Arquivo pessoal

Ela cursa física na UFMT e quer transferir o curso para a Virgínia — Foto: Arquivo pessoal

Ela cursa física na UFMT e quer transferir o curso para a Virgínia — Foto: Arquivo pessoal

A primeira meta é ingressar na graduação nos EUA em agosto 2019 deste ano e os custos com alimentação, transporte terrestre, visto de estudante e passagens aéreas para a solicitação de visto estão em R$ 9,6 mil. A segunda meta é começar o curso na Nasa, no Kennedy Space Center, em julho de 2020, que custa R$ 20 mil.

Ela também inclui os gastos com o treinamento completo de astronauta no Centro Espacial da Nasa, em Houston, no final de 2020. As despesas estimadas com o curso, hospedagem, passagens aéreas e alimentação são de R$ 7,3 mil.

No final de 2020, ela pretende fazer o curso de pilotagem, cujo valor inicial é de R$ 30 mil.

Segundo Maria, os custos com a viagem podem ser alterados, pois foram calculados com base na cotação do dólar a R$ 4.

“Nos cursos terei aulas de engenharia, mergulho, simulação de voo, entre outras coisas. Quanto mais completo for meu currículo, maiores são minhas chances de representar o Brasil no espaço”, ressaltou.

Maria Gisllanny com Marcos Pontes, primeiro brasileiro a viajar para o espaço — Foto: Arquivo pessoal

Maria Gisllanny com Marcos Pontes, primeiro brasileiro a viajar para o espaço — Foto: Arquivo pessoal

Maria Gisllanny com Marcos Pontes, primeiro brasileiro a viajar para o espaço — Foto: Arquivo pessoal

Notícias Relacionadas »
Comentários »